Home - Convergência Digital

Empresa de cibersegurança oferece cursos on-line gratuitos no Brasil

Da redação - 26/06/2020

A Check Point fechou parceria com a Coursera , uma plataforma de aprendizado on-line líder mundial com mais de 62 milhões de alunos. A parceria oferecerá uma série crescente de cursos e conteúdo de cibersegurança da Check Point para profissionais de segurança e rede.

A série de cursos Check Point Jump Start já está disponível na plataforma Coursera, incluindo o Brasil. O objetivo destes cursos é aprimorar os administradores de segurança e TI em ciberameaças, bem como em orquestração da segurança (tecnologia que integra diversas ferramentas e sistemas de segurança) e gerenciamento em redes corporativas de médio e grande portes. Em breve, a série será ampliada com disponibilidade de cursos de segurança na nuvem voltados para especialistas em DevOps e DevSecOps.

A parceria com a Coursera destaca ainda mais o compromisso da Check Point em prover educação e treinamento contínuos aos profissionais que já trabalham em cibersegurança, bem como àqueles que desejam iniciar uma carreira no setor. Pesquisas recentes mostram que o número atual de posições de cibersegurança não preenchidas no mercado é de 4,07 milhões de profissionais em todo o mundo, em comparação aos 2,93 milhões no ano passado.

"Se quisermos fechar a lacuna global de profissionais com habilidades em cibersegurança, precisamos facilitar o acesso a materiais de aprendizagem aos profissionais e estudantes para ajudá-los a expandir seus conhecimentos em seu próprio ritmo e de acordo com suas necessidades", diz Shay Solomon, diretor de treinamento de desenvolvimento de negócios da Check Point Software Technologies.

A Check Point também oferece treinamento em CloudGuard Cyber-Range . Esses cursos promovem treinamento imersivo em cibersegurança em ambientes simulados por meio da plataforma flexível em nuvem Cyber Range, proporcionando um ambiente de aprendizado envolvente e de gamificação. O treinamento é totalmente adaptável às necessidades dos usuários com "debriefing" (ferramenta para potencializar a aprendizagem por meio da experiência) integrado e rastreamento de progressão.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/01/2021
IGTI abre inscrições para evento gratuito de desenvolvimento de software e bolsas para Bootcamps

18/01/2021
Multinacional de TIC oferece 5 mil bolsas de estudos em cursos de programação

15/01/2021
TIVIT vai formar 20 desenvolvedores em programa de Jovem Aprendiz

18/12/2020
XP vai abrir 176 vagas para engenheiros de software

14/12/2020
Grupo irlandês lança escola de tecnologia e oferece 100 bolsas no Brasil

07/12/2020
Apple e Centro Universitário Senac capacitam alunos no desenvolvimento de aplicativos

01/12/2020
Digital House oferece 400 bolsas de estudos

26/11/2020
Academia de talentos abre vagas para negros, mulheres, LGBTI+ e pessoas com deficiência

25/11/2020
Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

16/11/2020
Escola do Trabalhador 4.0 sai do papel em março de 2021

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Na liderança, curiosidade insana e coragem impactam mais que a competência

Vice-presidente para setor público na AWS, Teresa Carlson, e Indra Nooyi, membro do board da Amazon e ex-CEO e chairman da PepsiCo, admitiram que a Covid-19 tem provocado crises existenciais em muitas pessoas e que, há, sim, um forte e um injusto desequilíbrio para as mulheres.

Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

Pesquisa nacional, realizada pela Assespro-Paraná e pela UFPR, mostra a desigualdade econômica do país. No Nordeste, em Sergipe, a média salarial é de apenas R$ 1.943.00. Em São Paulo, essa média sobe para R$ 6.061,00. Outro ponto preocupante: a diferença salarial entre homens e mulheres segue acima de dois dígitos.

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site