Home - Convergência Digital

NLT:Sem desoneração do Fistel, o negócio de IoT não para em pé

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Rafael Mariano - 25/11/2019

A Next Level Telecom, NLT, que entrou em operação em abril deste ano usando a rede da Vivo, não quer o 5G, mas tem total interesse em aumentar a sua participação no mercado de Internet das Coisas, mas há questões graves para serem corrigidas, entre elas, a cobrança do FISTEL. "Precisamos fazer o negócio parar em pé e com a tributação imposta fica muito complexo. Tomara que a desoneração do FISTEL realmente aconteça", sustenta o CEO da NLT, Adalmir Assef.

Em entrevista à CDTV,do Convergência Digital, durante o XII Seminário TelComp 2019, realizado no dia 12/11, Assef assegura que há espaço no Brasil para todo tipo de prestador de serviços. "Eu quero o cliente da base da pirâmide, aquele que não tem o atendimento das teles". Assistam a entrevista com o CEO da NLT, Adalmir Assef.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

27/11/2019
TelComp: conflito do uso do poste não tem uma solução única

27/11/2019
VINCI Partners: 'jeitinho' não tem vez na atração de investimento

27/11/2019
TIM e BRDigital unem forças para aumentar IoT e 4G no campo

25/11/2019
OVUM:Consolidação é inevitável nas operadoras competitivas

25/11/2019
NLT:Sem desoneração do Fistel, o negócio de IoT não para em pé

22/11/2019
Horizons Telecom vai às compras para ser nacional

22/11/2019
Algar Telecom: teste real comprova a transformação feita pelo 5G

19/11/2019
Vero Internet vai às compras para ir além de Minas Gerais

19/11/2019
Americanet define 5G como estratégico no seu negócio

18/11/2019
Vogel Telecom entra na disputa pelo mercado de atacado e redes neutras

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site