Home - Convergência Digital

FCC aprova fusão entre Sprint e T-Mobile

Convergência Digital - 16/10/2019

A agência federal de comunicações dos Estados Unidos, FCC, aprovou nesta quarta, 16/10, a compra da Sprint pela T-Mobile, negócio anunciado há ano e meio por US$ 26,5 bilhões e que resulta em uma empresa com 127 milhões de clientes. O Departamento de Estado já dera ok em julho, mas a união da terceira e quarta maiores operadoras móveis ainda enfrenta uma batalha judicial. 

A FCC aprovou a compra da T-Mobile pela Sprint pelo placar de 3 a 5, com votações divididas em linhas partidárias – nos EUA, os cinco conselheiros são indicados pelos partidos Republicado e Democrata, com a maioria sempre de em favor do partido no poder. 

Mas 14 procuradores estaduais foram à Justiça na tentativa de impedir o negócio. A ação, movida contra a Sprint e o Softbank Group que a detém, e contra a T-Mobile e, da mesma forma, sua dona Deutsche Telekom, alega que a fusão reduz a competição e vai causar aumento de preços para os consumidores. Basicamente o que alegaram os comissários Democratas ao tornarem públicos seus votos. O julgamento está marcado para dezembro próximo.

Para aprovar a compra da T-Mobile, o Departamento de Estado já tinha determinado que a Sprint deverá desinvestir parte da operação móvel, vendendo os planos pré-pagos Boost Mobile para a Dish Networks, que também terá acesso a 20 mil ERBs e centenas de pontos de venda. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/02/2020
Internet e TI lideram fusões em aquisições em 2019

16/10/2019
FCC aprova fusão entre Sprint e T-Mobile

25/02/2019
Crescem fusões e aquisições de internet e TI

28/08/2018
Trabalhadores tentam barrar compra da Sprint pela T-Mobile nos EUA

26/05/2017
Sharp confirma oferta pela Toshiba, em parceria com Foxconn

04/04/2016
Sem fusão na França, teles da Europa têm queda recorde nas ações

01/12/2015
DEST: Telebras pode atrair investidor para nova empresa de TI e Telecom

15/06/2015
Comissária europeia de competição dispara contra onda de fusões em telecom

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site