Clicky

Ação da PGR contra direito de passagem trava Decreto da Lei das Antenas

Luís Osvaldo Grossmann ... 25/08/2020 ... Convergência Digital

O governo promete, para breve, a regulamentação, por Decreto, das regras federais sobre infraestrutura de telecomunicações, mas há questões importantes a serem resolvidas. Em especial, a posição do Procurador Geral da República, Augusto Aras, contra o artigo 12 da Lei de Antenas – o trecho que trata da gratuidade do direito de passagem. 

Como revelou o diretor do departamento de banda larga, e já indicado secretário de telecomunicações do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra, nesta terça, 25/8, durante evento realizado pelo Sinditelebrasil/Abrintel, a própria publicação do Decreto está em discussão com a Advocacia Geral da União diante da ADI da PGR. 

“A gente está conversando muito de perto com a Advocacia Geral da União porque o ministro Gilmar Mendes, relator da ADI contra o artigo 12 da Lei das Antenas decidiu adotar o rito sumário, o que significa um julgamento mais célere da ação. Então a agente está avaliando junto com a AGU o momento em que a gente pode ou não publicar esse Decreto. Ele está mais do que maduro para ir adiante, estamos fazendo uma avaliação de risco jurídico em relação a essa Adin", pontuou.

A discussão acontece em um momento em que o DNIT reviu a sua posição para suspender a cobrança a título de ‘direito de passagem’ de redes de telecomunicações às margens de rodovias federais, em especial, nas áreas rurais. 

“O Decreto está praticamente concluído, tem seis ou sete ajustes redacionais sendo trabalhados com o Ministério da Infraestrutrura. Tivemos uma boa noticia com a nova resolução do DNIT que já prevê, finalmente, a interrupção da cobrança pelo direito de passagem em área rural”, apontou Coimbra. 

Essa discussão levou anos dentro do governo – vários governos – e apesar da Lei das Antenas prever a gratuidade, o DNIT mantinha a premissa de que ela era restrita às áreas urbanas e com ela a cobrança de R$ 4 mil a R$ 8 mil por quilômetro, por ano. 

Mas, segundo Coimbra, “dos R$ 58 milhões que queriam arrecadar, estavam arrecadando cerca de R$ 20 milhões. As empresa vinham ganhando na Justiça e eles mesmos entenderam aumentar a segurança jurídica. A AGU já tinha se manifestado duas vezes no sentido de que a Lei não fazia diferenciação.” O artigo 12 da Lei das Antenas que garante gratuidade ao ‘direito de passagem’ em alguns casos, telecom inclusive, é exatamente o trecho questionado na ADI 6482. 


Internet Móvel 3G 4G
Coleta de dados pelas operadoras para combate à Covid-19 vai até o dia 31 de dezembro

Dados da plataforma Big Data Mapas de Calor foram usados por 17 estados e 22 municípios com a geração de 1,3 milhão de índices. A ferramenta usa dados estatísticos, agregados e anônimos, a partir da quantidade de celulares que estão conectados a uma determinada antena.

Anatel encerra ciclo de TACs em acordo fraco com Algar

Depois de fracassar na troca de multas por investimentos com Oi, Vivo e Claro, agência contabilizou sucesso somente com a TIM e permitiu à Algar cortar mais da metade do acerto inicialmente firmado. 

Anatel renova faixa de 850 MHz para Vivo, mas nega pedido de redução de preço

Empresa renovou apelo ao regulador para que fosse aplicada a regra do preço público ou ônus de 2%, ambos abaixo do valor de mercado.

STF julga inconstitucionais leis de BA e RJ sobre créditos pré pagos e cobrança de serviços

Mais uma vez, Supremo ressaltou que, ainda que importantes ações em defesa dos consumidores, normas estaduais não podem invadir a competência privativa da União de legislar sobre telecomunicações. 

Portabilidade: Claro é a tele com mais adesões. Oi e TIM cedem assinantes

Oi, na fixa, e TIM, na móvel, foram as operadoras que mais cederam assinantes com a possibilidade de troca de empresa mantendo o mesmo número. Já a Claro foi a operadora que mais ganhou clientes nos 12 anos do serviço.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G