Clicky

Home - Convergência Digital

Claro vai fornecer WiFi nativo em todos os carros da GM na América Latina

Luís Osvaldo Grossmann* - 13/09/2019

Depois de anunciar o sistema de WiFi nativo para o sedã médio Cruze, a GM apresentou nesta sexta-feira, 13/9, em Porto Alegre, a conectividade 4G em seu carro de entrada, o Onix, e avisou que o acordo firmado com a operadora Claro passa a valer para todos os automóveis novos que saírem de fábrica no Brasil e demais países da América Latina. Esses dois primeiros modelos começam a ser vendidos neste mês de setembro. 

Segundo a Claro, o acordo com a montadora favorece a qualidade do sinal porque os carros têm antenas específicas para essa conexão. Além disso, o sistema se vale da combinação de uso das faixas de 700 MHz, 1,8 GHz e 2,5 GHz para melhor performance, a exemplo do que o mercado apelidou de ‘4,5G’. Na experiência em Porto Alegre, foi possível atingir mais de 50 Mbps de download. 

“A conectividade nativa, comparada com o que se tem no mercado hoje, traz um diferencial muito grande que é a instalação de antenas externas que garantem uma experiência melhor. Com isso garante um 4G muito mais estável, maior velocidade e a captação do sinal mais longe das estações radiobase”, afirma o diretor de IoT da Claro, Eduardo Polidoro. O sistema se vale de chips eSIM pré-instalados nos automóveis. 

Com o lançamento, quem comprar um Cruze (a partir de R$ 96 mil) ou um Onix (a partir de R$ 54 mil), terá três meses, ou 3GB, de degustação do WiFi. Depois disso, será preciso contratar um plano junto à Claro, de 2, 5, 10 ou 20 GB de franquia mensal de dados. Por enquanto, apenas o plano de 2 GB tem preço definido, R$ 29,90. Os demais ainda estão sendo negociados entre as empresas.

A contratação é independente da montadora e 100% da receita pela conectividade fica com a Claro. E embora não seja preciso já ser cliente da operadora, as duas empresas também estão em tratativas para a oferta planos especiais. A ideia é que para os clientes haja oferta de conteúdo do Now, Claro Vídeo e aplicativos como Netflix sem o consumo da franquia de dados. 

Segundo as empresas, os carros com esse sitema de WiFi nativo também fazem as vezes de ‘hotspot’, uma vez que o sinal tem alcance superior a 15 metros. E a indicação é de que será possível conectar até sete dispositivos simultaneamente.  Assista  a entrevista feita com o diretor de IoT da Claro, Eduardo Polidoro.

* O repórter viajou à Porto Alegre a convite da Claro

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

23/11/2020
Mambo WiFi substitui Google Station no projeto WiFi Livre em São Paulo

04/11/2020
Com Nokia, Huawei e Ericsson, Claro amplia 5G DSS para mais 12 cidades

04/11/2020
Demanda por Wi-Fi é a que mais cresce e exige toda a faixa de 6 GHz

27/10/2020
Ganho de US$ 163 bilhões no Brasil enfraquece lobby das teles para reduzir Wi-Fi 6 em 6GHz

27/10/2020
Claro: 5G DSS não é marketing. É real e faz muito sentido no Brasil

16/10/2020
Claro deve indenizar em R$ 5 mil cliente que perdeu tempo por mau atendimento

15/09/2020
Claro tenta resgatar TV paga com planos alternativos a não clientes

15/09/2020
Claro: Três é bom, quatro é demais na telefonia móvel do Brasil

14/09/2020
Internautas reclamam da banda larga fixa da NET/Claro. Tele diz que serviço foi reestabelecido

04/09/2020
Claro reforça vantagens ao cliente no Claro Clube

Destaques
Destaques

Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

"Não há como fazer obrigação em cibersegurança. O ambiente tem de ser cooperativo e não é apenas com as teles. São mais de 10 mil pequenos prestadores de serviços e eles têm de estar ativos. Temos de ter uma coordenação entre todos os atores", disse o superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali.

Aos 23 anos, Anatel lista 5G como próximo desafio

“Entre os desafios que nos aguardam, a economia brasileira precisa ter sua digitalização aprofundada, a conectividade precisa se tornar mais real na vida dos brasileiros”, destacou o presidente da agência, Leonardo de Morais, também ressaltando a segurança cibernética e renovação das concessões em 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

IoT e os novos negócios e aplicações para o mercado de energia

Por Pedro Al Shara*

Analistas de mercado estimam que o impacto da Internet das Coisas na economia alcance de 4% a 11% do Produto Interno Bruto do planeta em 2025.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site