Home - Convergência Digital

Programadores: os talentos mais caçados no Brasil

Convergência Digital - 03/12/2019

Cada vez mais empresas precisam de profissionais de tecnologia e a escassez desses tem elevado o salário médio para os profissionais de TI, concluiu um estudo recente da Trampos.co, plataforma de recrutamento online especializada em tecnologia e comunicação. O estudo buscou analisar a quantidade de vagas para desenvolvedores e programadores no Brasil em 2019, além de identificar também os conhecimentos e tecnologias mais exigidos pelas empresas.

A pesquisa avaliou mais de 1150 empresas com vagas abertas no setor de TI, entre elas agências, startups, produtoras, empresas tradicionais, desde pequeno e médio até grande porte. Além disso, analisou também mais de 1400 vagas publicadas em sua plataforma até outubro de 2019.

Uma das principais conclusões do estudo é que a demanda por mão de obra especializada deve continuar em crescimento. Nessa situação, recrutadores devem ainda enfrentar problemas para encontrar funcionários de TI no Brasil, já que a geração de profissionais pode não ser suficiente para acompanhar o crescimento do número de vagas.

Cerca de 40% das vagas de TI analisadas buscam desenvolvedores Full-Stack, 27% buscam desenvolvedores Front-End e 17% buscam profissionais de Back-end, apontou a pesquisa. Já no universo mobile, 24% das vagas buscam profissionais que dominem desenvolvimento de sistemas Android, 19% precisavam de desenvolvedores iOs e 1% buscam desenvolvedores capazes de trabalhar com as duas plataformas.

“A novidade deste ano é o aumento da busca por desenvolvedores que conheçam a linguagem Git, agora em quarto lugar. Também surpreendeu a queda vertiginosa da requisição do inglês, que pulou da quinta posição em 2018 para a décima primeira em 2019, e deu lugar a exigência por conhecimentos em PHP”, comenta Tiago Yonamine, CEO do trampos.co.

O estudo lista também as principais tecnologias exigidas pelo mercado, sendo JavaScript a tecnologia mais requisitada por empresas, seguindo de HTML e CSS. Desenvolvedores mobile que dominam essas três tecnologias podem conseguir salários de quase R$ 10 mil por mês, diz o estudo. A maior parte das vagas ainda continua concentrada em empresas tradicionais, sendo 93% delas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/10/2020
edTech nacional cria escola para formar programadores Web

21/09/2020
Julia, R e Scala: as linguagens de programação para ciência de dados

17/09/2020
Stefanini promove Maratona de Desenvolvimento 2020

11/09/2020
Procura por programador chegou a crescer 157% no Brasil por conta da Covid-19

25/08/2020
São Paulo tem 25 mil bolsas para formar programadores de games

24/08/2020
Escola de programação promove maratona de programação exclusiva para mulheres

06/07/2020
Governo de SP e startup abrem 50 mil bolsas de estudo gratuitas para cursos de programação

26/05/2020
Carrefour vai qualificar gratuitamente 25 mil profissonais de TI

22/05/2020
Santander Coders oferece 240 bolsas para desenvolvimento mobile

15/05/2020
Mais de 10 mil mulheres estão inscritas para o Santander Coders

Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro sem aposentadoria – qual a saída?

Por luis Macedo*

O futuro financeiro nunca foi tão incerto. A aposentadoria "oficial", pelo INSS, fica cada vez mais distante para muitas pessoas, especialmente porque o mundo do trabalho mudou. Uma alternativa para uma parcela significativa da população que não tem carteira assinada são os fundos de previdência. O problema, no entanto, é a infinidade de fundos que existem.

Destaques
Destaques

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Dos 10% em teletrabalho no Brasil, maioria é branca, tem diploma e maior renda

Segundo o Dieese, 8,4 milhões de brasileiros trabalham de casa por conta da pandemia de Covid-19. Proporção chega a 22% dos trabalhadores em Brasília, mas não passa de 3% no Pará. 

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site