Home - Convergência Digital

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

Ana Paula Lobo* - 06/05/2020

O presidente da TIM Brasil, Pietro Labriola, endossou nesta quarta-feira, 06/05, a posição defendida em live do Futurecom pelo CEO da Claro, Paulo César Teixeira, e defendeu a não realização do leilão 5G ainda em 2020, como aventa a Anatel. Para Labriola, hoje, o leilão 5G é 'uma escolha do sistema econômico do País e não dos players de telecomunicações". O presidente da TIM Brasil afirmou que todas as teles ainda investem muito no 4G e na preparação das redes para o 5G.

"Sabemos que para o governo - que estima arrecadar R$ 246 bilhões com o 5G, sendo uma parcela dessa receita com as operadoras de telecomunicações, o leilão é relevante. Mas para nós, o esforço está muito no 4G, na infraestrutura", apontou. O CEO da Claro, Paulo César Teixeira, deixou claro que o leilão 5G precisa ser replanejado em função de toda incerteza econômica global e no Brasil.

O CEO da Vivo, Christian Gebara, também nesta quarta-feira, 06/05, foi mais cauteloso e não chegou a fazer uma defesa do adiamento do leilão do 5G, mas admitiu que o momento está muito incerto para todo o ecossistema de telecomunicações. "Não sabemos como será o calendário da Anatel, apresentamos nossa contribuição, mas até lá, vamos investir no 4,5G. Acreditamos que o 4G e o 5G vão conviver por muito tempo", completou.

A Anatel -apesar dos protestos - encerrou a consulta pública sobre o 5G no dia 17 de abril e entrou no período de análise das contribuições realizadas pelo mercado. A agência, mesmo com a pandemia de Covid-19, ainda trabalha com a possibilidade de fazer o leilão ainda em 2020, até para atender ao plano econômico do Governo Bolsonaro, que incluiu o 5G como prioridade de arrecadação. A questão é que a Anatel defende o leilão menos arrecadatório e mais voltado à cobertura e metas de serviços.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/10/2020
NASA leva 4G e projeta 5G na Lua

15/10/2020
5G: Teles insistem em filtro nas parabólicas e rejeitam migração da TV

14/10/2020
Curso online gratuito da Huawei sobre 5G é agendado para 15 de outubro

14/10/2020
Sem antenas, Belo Horizonte pode ficar sem 5G

09/10/2020
TIM e TIP, liderado pelo Facebook, criam ambientes de testes OpenRAN na Inatel

08/10/2020
TIM: 5G do marketing chega logo, 5G de verdade, só depois do leilão

07/10/2020
Oi segrega frequência do 3G para entrar na disputa do 5G

05/10/2020
Área técnica da Anatel prevê cinco blocos de 80 MHz para leilão 5G

05/10/2020
Nos EUA, FCC vence round contra teles por faixa de 6GHz para Wi-Fi

02/10/2020
Nokia anuncia ter chegado a 100 acordos para 5G

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site