TELECOM

Anatel já sinaliza que Covid-19 vai adiar leilão do 5G para 2021

Luís Osvaldo Grossmann ... 08/05/2020 ... Convergência Digital

Ao impedir a conclusão dos testes em campo sobre interferência nas antenas parabólicas, a pandemia de Covid-19 vai implicar na necessidade de adiamento do leilão do 5G. Como indicou o presidente da Anatel, Leonardo de Morais, ainda há esforço para manter o cronograma, que prevê a licitação neste 2020, mas o impacto da crise sanitária complica os planos. 

“Evidentemente que vamos fazer todo esforço para realizar o leilão. Nossa meta era realizar até o final deste ano e se a pandemia terminasse hoje ainda teríamos condição de assim fazê-lo. Mas não vou especular com data neste momento”, afirmou Morais, que nesta sexta, 8/5, falou sobre 5G em evento online promovido pelo portal Tele.Síntese. “É preciso avaliar como a crise, cujo alcance dos efeitos ainda não são plenamente conhecidos, vai afetar não apenas o cronograma, mas as próprias condições do edital”, emendou. 

O impacto já sensível, como explicou o presidente da Anatel, foi a necessidade de suspender os testes de campo sobre a interferência do uso da faixa de 3,5 GHz para o 5G sobre as antenas parabólicas. Especialmente porque, até aqui, os resultados indicam que a solução de mitigação com filtros nas antenas, como defendem as operadoras de telecomunicações, não alcançaram os resultados esperados. 

“Os testes de campo precisaram ser suspensos. E temos hoje uma dificuldade em relação aos [filtros] LNBFs que até agora se apresentaram. Novos LNBFs chegarão no final de maio, mas embora os fornecedores já saibam o que é necessário, não sabemos se a indústria entregará aquilo que é efetivamente necessário para garantir a convivência via solução de mitigação. Até o momento, não estamos convencidos que as soluções disponíveis estão aptas a garantir a convivência”, afirmou Morais. 

Por isso mesmo, a Anatel se debruça sobre a outra alternativa, que no fundo é preferida pela radiodifusão: a migração da banda C (em 3,7 GHz) para a banda Ku (acima de 10 GHz). “Não descartamos a solução via banda Ku. Ao contrário. Enquanto a solução de mitigação não se apresenta com a segurança esperada, a área técnica da agência foi orientada a aprofundar o desenho da solução via migração, para banda Ku ou dentro da própria banda C, ao invés da mitigação”, disse o presidente da Anatel. 

Essa decisão, crucial para a própria precificação do edital, exige a conclusão dos testes, que por sua vez dependem da evolução da pandemia de Covid-19. “Temos compromissos em realizar os testes de campo para essa mitigação. Mas a própria pandemia colocou óbices para a finalização dos testes, que demandariam talvez mais um mês. Precisamos que os deslocamentos fiquem menos restritos para voltar à campo. Fizemos simulações computacionais, mas não vamos abdicar dos testes de campo”, ressaltou Morais. 


Internet Móvel 3G 4G
Claro bate rivais em banda larga móvel, TIM tem a menor latência

Relatório da canadense Tutela Technologies com base em 21 bilhões de registros no país diz que mercado competitivo móvel amplia ofertas. TAmbém mostra que as bandas de 1.8 GH e 2,6GHz são largamente usadas pelas operadoras para os serviços.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Oi lança internet por fibra ótica com 400 Mega de velocidade

 Internet por fibra ótica é o coração da estratégia de negócios da Oi e já tem mais de 1 milhão de clientes no país

Anatel discute quais dados econômicos vão ser coletados das grandes operadoras

Consulta pública sobre os indicadores econômico-financeiros está aberta por 45 dias. 

Anatel afasta redutor de multas em sanções de obrigação de fazer

Provocada pela Telefônica, prevaleceu o entendimento indicado pela AGU de que o regulamento vigente da agência não permite o uso desse incentivo fora das sanções pecuniárias.

Anatel vai discutir uso dos espectros ociosos em consulta pública

Proposta de uso do White Spaces entre frequências outorgadas é cautelosa ao prever uso em áreas rurais e regiões remotas.  Ideia é permtir o uso secundário para telefonia e banda larga em áreas rurais e regiões remotas.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G