Clicky

INOVAÇÃO

Carros autônomos se multiplicam, mas estão longe do mercado de consumo

Convergência Digital ... 18/11/2019 ... Convergência Digital

Até 2023, as adições globais de veículos equipados com hardware que permite direção autônoma sem supervisão humana constante devem somar 745,7 mil unidades, quase seis vezes as 137,1 mil unidades produzidas em 2018, segundo a consultoria Gartner. 

Um salto significativo já se verificou em 2019, quando a adição de unidades equipadas para direção autônoma somará 332,9 mil – crescimento predominantemente puxado pela América do Norte, China e Europa, onde surgiram as primeiras regulações sobre essa tecnologia. 

A Gartner lembra que as adições anuais verificadas não retratam vendas físicas, mas indicam uma mudança na rede de fornecimento para veículos considerados “prontos para automação”. 

“Atualmente não há veículos autônomos avançados além do estágio de pesquisa e desenvolvimento. Há veículos com capacidades limitadas, que ainda dependem de supervisão humana. No entanto, muitos deles contém hardware, como câmeras, radar, ou mesmo sensores lidar, que podem suportar autonomia total, de onde ‘prontos para automação’”, explica. 

A distância para o mercado consumidor efetivamente começa no custo. Segundo a Gartner, mesmo considerando-se que o custo com sensores necessários à direção autônoma deve cair 25% até 2026, eles ainda serão proibitivamente altos. “Isso significa que na próxima década o avanço das funcionalidades de automação estejam disponíveis apenas em veículos ‘premium’ ou vendidos para frotas de serviços.”

Dispositivos lidar, sigla em inglês para detecção remota de luz, podem custar o equivalente a R$ 300 mil cada  unidade, muito mais que o preço de um carro médio, o que deixa altos níveis de tecnologia de automação veicular fora do alcance da maior parte do mercado por algum tempo. 


Cloud Computing
Empresas erram na estratégia de valorização dos seus dados

Estudo diz que gigantes internacionais, mesmo com o operação no Brasil, estão incipientes e com atuação bastante limitada. Levantamento mostra que a contratação do prestador de serviços de analytics é um gargalo para a maior parte das corporações.

Câmara aprova marco legal das startups

Entre as inovações, empresas iniciantes poderão ser beneficiadas por regras diferenciadas de agências regulatórias como a Anatel. Texto vai ao Senado.

Ericsson processa Samsung por patentes em briga de até R$ 900 milhões

Impacto faz parte da projeção da fabricante sueca no lucro com royaltes que pode deixar de receber no trimestre.  Essa não é a primeira batalha entre as empresas. Em 2012, a Samsung pagou US$ 650 milhões à Ericsson.

Huawei: setor elétrico tem de priorizar cibersegurança para evitar apagões

Flávio Hott, gerente de produto para Energia da fabricante, disse ainda que smart grids em 4G, e depois no 5G, são investimentos efetivos para melhorar o desempenho operacional das redes.

Copel vai investir R$ 3,5 bi em redes inteligentes

Presidente da estatal, Daniel Slaviero, prevê também a chegada da compra direta de energia pelo consumidor até por celular, como ocorre na Europa. A partir de 02 de janeiro, começa a instalação dos medidores inteligentes em 450 mil unidades.

Dynatrace: Na saúde, o software tem de ser perfeito para garantir a jornada digital

A saúde digital aumenta a complexidade dos ambientes internos de TI, observou Marco Aurelio Silva, territory manager da Dynatrace, ao participar do 5X5 TecSummit.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G