Clicky

Home - Convergência Digital

Brasil terá 6,2 bilhões de downloads de aplicações móveis até 2023

Ana Paula Lobo* - 18/02/2020

O 5G representará mais de 10,6% das conexões móveis do mundo em 2023. A média da velocidade do 5G será de 575 megabits por segundo, ou 13 vezes mais rápida do que a média da conexão móvel, aponta o Cisco Annual Internet Report, relatório anual da fabricante sobre Internet, divulgado nesta terça-feira, 18/02. Com capacidades avançadas de desempenho, o 5G propiciará infraestruturas móveis mais dinâmicas para IA e novas aplicações da IoT, incluindo carros autônomos, cidades inteligentes, saúde conectada, vídeos imersivos e outras.

O levantamento prevê 20 milhões de conexões 5G no mundo. No Brasil, as conexões 5G serão 6% do total de conexões móveis existentes em 2023. A velocidade média do 5G no Brasil será de 595,5 Mbps em 2023. Durante a teleconferência de apresentação dos dados da pesquisa, Hugo Baeta, diretor de vendas para Operadoras da Cisco do Brasil, reforçou que a utilização de aplicativos moveis seguirá com forte demanda.

Redes sociais, streaming e downloads de vídeo, aplicativos de produtividade, comércio eletrônico e jogos vão impulsionar o crescimento das aplicações móveis, com cerca de 300 bilhões de downloads até 2023. No Brasil haverá 6,2 bilhões de downloads de aplicacões móveis até 2023, acima dos 4,9 bilhões registrados em 2018.

Globalmente, o vídeo continuará sendo um forte demandador de conectividade. Em 2023, diz a Cisco, 2/3 das conexões por smart tv vão suportar 4k. No Brasil, 56% das TVs serão 4K em quatro anos. "Uma baixa definição pede 2 Mbps de conexão. O ultra HD 4K vai exigir de 15 a 18 Mbps. É muito dado trafegando", observa Hugo Baeta, diretor de vendas para Operadoras da Cisco do Brasil.

O incremento das conexões também terá um forte impulso dos carros conectados, com um salto de 30% nos próximos quatro anos. "O que temos hoje de funcionalidades ou acessórios nos carros com relação à conectividade, serão, daqui a pouco, recurso a vir de fábrica, produzido em série. Não tenho dúvida que o carro conectado será muito mais comum em 2023", reforçou Baeta.

Conheça as principais projeções da Cisco para o período 2018 a 2023:

Projeções globais de usuários de internet e internet móvel mundiais para 2023

•Mais de 70% da população mundial (5,7 bilhões de pessoas) terá conectividade móvel (2G, 3G, 4G ou 5G).

.66% da população mundial (5,3 bilhões de pessoas) usará internet.

Dados Brasil

•Haverá 199,8 milhões de usuários totais da Internet (92% da população) até 2023, contra 164,5 milhões (79% da população) em 2018.

•Serão 181,1 milhões de usuários móveis totais (84% da população) até 2023, contra 169,7 milhões (81% da população) em 2018.

Projeções globais de dispositivos e conexões para 2023

•Haverá 3,6 dispositivos/conexões em rede por pessoa, e quase 10 dispositivos e conexões por residência.

• Quase metade (47%) de todos os dispositivos e conexões suportarão vídeo.

• As conexões máquina a máquina (M2M) com suporte para uma ampla gama de aplicações de IoT representarão cerca de 50% (14,7 bilhões) do total mundial de dispositivos e conexões.

Dados Brasil

• 3,5 dispositivos de rede per capita até 2023, acima dos 2,4 per capita em 2018.

•76% de todos os dispositivos em rede estarão no segmento de consumo até 2023, em comparação com 81% em 2018.

•24% de todos os dispositivos em rede estarão no segmento de negócios até 2023, contra 19% em 2018.

•No Brasil, os módulos M2M serão responsáveis por 45% (338,9 milhões) de todos os dispositivos em rede até 2023, em comparação com 27% (138,2 milhões) em 2018.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/01/2021
Operadoras abraçam Open RAN aberto, mas cobram financiamento da União Europeia

19/01/2021
EUA querem dar a faixa de 12 GHz para o 5G

15/01/2021
Teles querem deixar migração das parabólicas para depois do leilão 5G

11/01/2021
Consumidor abre mão de acesso 5G por bateria com mais duração

05/01/2021
Brasileiro será CEO global da Qualcomm a partir de junho

18/12/2020
Abinee: Diferença de custo entre migração e mitigação no 5G é menor do que apontam teles

16/12/2020
Capdeville, CTIO da TIM: "Usamos equipamentos chineses há vinte anos e não há nada que desabone a rede brasileira"

16/12/2020
TIM: dizer que 5G DSS não é o 5G é obrigatório para não queimar a tecnologia

15/12/2020
Ceitec, no RS, tem estrutura para produzir chips 5G

11/12/2020
Algar Telecom testa OpenRAN em centro de 5G criado pela IBM, Flex e FIT

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site