Home - Convergência Digital
Veja mais
Veja mais

Microsoft tem nova presidente no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 14/01/2019

Após 3 anos e meio liderando a Microsoft Brasil, Paula Bellizia foi promovida a vice-presidente de Vendas, Marketing e Operações da Microsoft América Latina. Tânia Cosentino é a nova presidente da Microsoft Brasil. A executiva possui mais de 30 anos de experiência profissional e, desde outubro de 2018, ocupava a vice-presidência global de qualidade & satisfação do cliente da Schneider Electric, empresa na qual desenvolveu uma carreira de muito sucesso por 19 anos.

Ingressou em 2000 como gerente nacional de vendas, após 3 anos passou a ser diretora comercial e em 2009 assumiu a presidência da subsidiária brasileira. Em janeiro de 2013, foi promovida a presidente da empresa na América do Sul, com foco em preparar a Schneider Electric a liderar a transformação digital na região, em mercados como residencial, industrial, comercial, data centers, energia e infraestrutura para cidades inteligentes. Além disso, ela estimulou o desenvolvimento de soluções diferenciadas e sustentáveis com o objetivo de agregar valor aos negócios dos clientes. Tânia era também membro do Conselho Consultivo de Diversidade & Inclusão da empresa.

“Estou muito motivada a fazer parte da equipe da Microsoft Brasil, determinada a contribuir para o crescimento dos negócios, bem como para a aceleração da transformação digital de nossos clientes e parceiros. Admiro não apenas a história da Microsoft, sua capacidade inovadora e as pessoas apaixonadas, como também a sua missão: empoderar cada pessoa e cada organização no mundo a conquistar mais. Acredito que a tecnologia pode contribuir para resolver os principais desafios do planeta: a desigualdade, a pobreza e as mudanças climáticas. A tecnologia também pode alavancar a competitividade do Brasil e é ótimo poder contribuir para um futuro melhor do meu país”, afirmou no comunicado distribuído à imprensa.

Paula Bellizia liderou a Microsoft Brasil desde julho de 2015. Em sua nova posição como vice-presidente de Vendas, Marketing e Operações da Microsoft América Latina, Paula irá se concentrar em impulsionar os objetivos de negócios e estratégias da Microsoft em torno da transformação digital e inteligência artificial, em 35 escritórios de 21 países, com mais de 2.000 funcionários e 80.000 parceiros de negócios em toda a região.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/11/2019
Microsoft, pressionada pela Europa, atualiza cláusulas de privacidade em contratos de nuvem

30/09/2019
Governo publica catálogo com cortes de 35% em serviços da Microsoft

04/07/2019
Google, Amazon, Microsoft correm atrás de fornecedores fora da China

25/06/2019
CNJ mantém suspenso o contrato de R$ 1,34 bilhões da Microsoft com o TJSP

07/06/2019
Microsoft apaga base de dados com 10 milhões de fotos usadas para treinar reconhecimento facial

15/05/2019
Microsoft alerta para risco de novo ataque como WannaCry

10/05/2019
Acordo bilionário com a Microsoft é rejeitado pela comissão de TI do TJ/São Paulo

09/04/2019
CNJ não libera contrato de R$ 1,3 bilhão do TJ/SP com a Microsoft

08/04/2019
Órgão especial do TJ/SP valida acordo de R$ 1,3 bilhão com a Microsoft e enfrenta CNJ

13/03/2019
CNJ abre diligência interna para avaliar contrato bilionário da Microsoft com o TJ/SP

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Como demonstra o professor e pesquisador Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, especificação boa ou ruim pode triplicar a produtividade ou aumentar em até 50% os custos. O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países.

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Cientista de Dados, desenvolvedor, CTO e analista de segurança da Informação são os mais procurados em TI

Essa é a constatação do Guia Salarial 2020, produzido pela consultoria Robert Half, com atenção às pequenas, médias e grandes empresas. Cientista de Dados pode ter salário inicial em torno de R$ 13 mil nas pequenas empresas e de R$ 26 mil nas grandes corporações.

Informação sigilosa pelo WhatsApp caracteriza justa causa para demissão

Mesmo com estabilidade provisória como cipeiros, Tribunal Superior do Trabalho deu validade à dispensa de três empregados que divulgaram nomes de futuros demitidos pelo app de mensagens. 

RH prioriza currículo e falha ao contratar profissionais de TI

Há uma distância grande do discurso adotado pelo RH com relação à tecnologia em relação à prática no dia a dia e a conversa entre a TI e o RH fica muito distante e gera ruído, observa a diretora da edtech Fábrica de Cursos, Sylvia Meirelles.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site