Home - Convergência Digital

Caixa Tem amplia compras pelo celular e alcança 2,1 milhões de transações digitais

Convergência Digital* - 28/05/2020

A partir desta sexta-feira, 29/05, os beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 – R$ 1,2 mil para mães solteiras – poderão pagar compras em cerca de 3 milhões de estabelecimentos comerciais em todo o país por meio do celular. A Caixa Econômica Federal está liberando uma atualização do aplicativo Caixa Tem que permite o pagamento por meio de QR Code.

Segundo o vice-presidente de tecnologia do banco, Cláudio Salituro, a ferramenta foi desenvolvida em dez dias. A novidade estará disponível nos estabelecimentos com maquininhas da bandeira Elo. mas outras bandeiras que queiram aderir estão aptas a fazer.  O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que a grande vantagem da ferramenta consiste em diminuir a necessidade de saques em espécie do auxílio emergencial, reduzindo as filas nas agências. “Não precisa sacar. Basta movimentar o dinheiro de forma digital para fazer as compras”, declarou.

A Caixa apresentou um balanço da movimentação das contas poupança digitais. Até o dia 27 de maio, o aplicativo Caixa Tem registrou 2,1 milhões de transações digitais, num total de R$ 647,4 milhões. Até agora, o aplicativo permitia o pagamento de boletos bancários, de contas domésticas (água, luz, telefone e gás) e de compras em sites parceiros. Com a nova ferramenta, será possível usar o aplicativo para compras nos próprios estabelecimentos.

Passo a passo

Primeiramente, o usuário poderá acessar o aplicativo Caixa Tem, usado para movimentar as contas poupança digitais criadas pelo banco, e escolher a opção pagar na maquininha. Em seguida, a câmera do celular automaticamente abrirá. O usuário deverá apontá-la para o código QR que aparecerá na maquininha, conferir o valor da compra a apertar o botão confirmar na tela do celular.

Em seguida, a maquininha do cartão imprimirá o recibo dizendo que a compra foi efetuada. Uma via ficará com o estabelecimento. O cliente só pega a via dele se quiser. Isso porque o aplicativo Caixa Tem armazenará cada compra, permitindo a conferência do saldo.

“É muito simples e muito fácil de fazer”, disse Salituro. Ele acrescentou que o processo ajudará no combate à pandemia de coronavírus, à medida que o beneficiário do auxílio emergencial não precisará tocar na maquininha nem digitar senhas. “O processo é seguro e sem contato físico com a maquininha”, destacou.

A Caixa começa a liberar nesta quinta-feira, 28/05, a atualização do aplicativo Caixa Tem para celulares com o sistema Android. Para celulares da Apple, com o sistema iOS, a atualização que permite o pagamento com código QR será liberada até sábado (30).

Fonte: Agência Brasil

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/07/2020
Teles quebram dados móveis em bairros e regiões para combate à Covid-19

14/07/2020
Bolsonaro amplia prazo de redução de salários frente à Covid-19

13/07/2020
Venda digital aumentou 800% no Burguer King com Covid-19

13/07/2020
Receita: está na hora de voltar a acertar as contas com o governo

13/07/2020
Justiça manda Dataprev e Caixa mudarem sistema do Auxílio Emergencial

09/07/2020
Contadores processam Caixa por falhas no sistema do FGTS prorrogado

09/07/2020
Videoentrevistas gratuitas foram usadas em 501 processos seletivos em função da Covid-19

06/07/2020
IA Carol, da TOTVS, liderou força-tarefa por soluções no combate à Covid-19

01/07/2020
Covid-19: ativado o primeiro repositório de dados abertos do Brasil

30/06/2020
Tecnologia foi um dos setores que mais demandou contratação de temporários

Destaques
Destaques

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site