Convergência Digital - Home

Serpro vai oferecer Dados como Serviço ao Comando da Aeronáutica

Convergência Digital
Convergência Digital - 24/01/2020

Quem comprar o Serpro - uma vez que a estatal de TI está oficialmente no programa nacional de privatizações- vai herdar uma série de contratos relevantes na prestação de serviços ao Governo Federal. Um deles foi publicado nesta sexta-feira, 24/01, no Diário Oficial da União. O Comando da Aeronáutica, no Rio de Janeiro, contratou o Serpro para receber Dados como Serviço, até dezembro de 2020, pelo valor de R$ 402 mil.

Na prática, o serviço de DaaS - Dados como Serviço - consiste na concessão de acesso online, por meio de interfaces padrão, ao barramento de dados (bancos virtualizados) para extração de dados brutos dos sistemas a serem compartilhados entre órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta e, demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União.


Destaques
Destaques

IDC: mercado de nuvem pública vai chegar a R$ 15 bilhões em 2020

Mercado de TI brasileiro vai crescer 5,8% impulsioando pelos negócios de clóud computing e pela aceleração do mercado de software. Nuvem privada tem a preferência das grandes empresas e fica com até 25% do orçamento destinado à TI.

BRK Ambiental, CTG Brasil e Via Varejo aderem à nuvem na jornada digital

Empresas implementaram a plataforma SAP S/4HANA para sustentar a estrastégia digital. Os negócios de cloud tiveram forte impacto na receita da SAP Brasil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Segurança em nuvem na era da LGPD

Por Raul Leite*

Quando falamos de proteção da nuvem, as organizações devem ter em mente uma série de estratégias. A começar pela escolha minuciosa do provedor de serviços, que precisa estar preparado para os novos compromissos de privacidade. Também é necessário certificar se o armazenamento dos dados é feito de modo criptografado quando necessário pelo nível de sigilo da categorização de um dado.


Desafios às empresas: Contêineres, Orquestração e Microsserviços

Por Lenildo Morais*

Com o padrão “multi-edge edge computing”, o tráfego e os serviços de TI mudam de uma nuvem centralizada para micro-nuvens espalhadas o mais próximo possível dos usuários. As operadoras terão que oferecer serviços sob demanda, e mesmo em tempo real, para atender a todos os tipos de aplicativos.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site