Home - Convergência Digital

CPQD se filia à consórcio de inovação aberta para o 5G

Convergência Digital* - 01/06/2020

O CPQD se filiou à OpenAirInterface Software Alliance (OSA), consórcio internacional que tem a missão de fornecer recursos (software e ferramentas) para o desenvolvimento de pesquisas e produtos para redes 5G. A associação, que reúne empresas, universidades e outras instituições sob a coordenação do Eurecom, da França, tem como objetivo criar um framework de código aberto (open source) para a rede de acesso (RAN) e o núcleo de redes 5G - e também 4G - virtualizadas.

"Comunidades globais de inovação aberta, como a OSA, têm o papel de facilitar e estimular o desenvolvimento da infraestrutura das redes de nova geração", explica Gustavo Correa Lima, líder da Plataforma de Comunicações Sem Fio do CPQD. "Com a filiação a esse consórcio, o CPQD reforça sua participação em iniciativas internacionais relevantes na área de telecomunicações e, ainda, contribui para a criação de tecnologia nacional para o 5G", acrescenta.

Entre as iniciativas internacionais das quais o CPQD participa, Lima destaca o Telecom Infra Project (TIP), comunidade colaborativa global que tem foco na inovação do setor de telecomunicações, por meio do desenvolvimento de novas tecnologias e modelos de negócios voltados à construção das redes do futuro. Ele lembra que o TIP fez parceria com o consórcio OSA, dentro do projeto Open Core Network - do qual participa.

"Esse projeto do TIP também tem o objetivo de desenvolver um núcleo de rede aberto, convergente e nativo na nuvem, rodando em uma infraestrutura automatizada, baseada em hardware e software de prateleira, para suportar tecnologias de acesso 4G, 5G e Wi-Fi, em faixas do espectro licenciadas e não licenciadas", conclui Lima.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/10/2020
EUA pressionam Brasil a banir Huawei em troca de financiamento para 5G

19/10/2020
NASA leva 4G e projeta 5G na Lua

15/10/2020
5G: Teles insistem em filtro nas parabólicas e rejeitam migração da TV

14/10/2020
Curso online gratuito da Huawei sobre 5G é agendado para 15 de outubro

14/10/2020
Sem antenas, Belo Horizonte pode ficar sem 5G

09/10/2020
TIM e TIP, liderado pelo Facebook, criam ambientes de testes OpenRAN na Inatel

08/10/2020
TIM: 5G do marketing chega logo, 5G de verdade, só depois do leilão

07/10/2020
Oi segrega frequência do 3G para entrar na disputa do 5G

05/10/2020
Área técnica da Anatel prevê cinco blocos de 80 MHz para leilão 5G

05/10/2020
Nos EUA, FCC vence round contra teles por faixa de 6GHz para Wi-Fi

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site