Home - Convergência Digital

No Rio, 26% das empresas de TI adotam redução de salários e de jornada

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 03/04/2020

As empresas de TI do Rio de Janeiro estão se adaptando para enfrentar a crise provocada pela pandemia Covid 19. Uma pesquisa realizada pelo TI Rio, Sindicato das Empresas de Informática do Estado, feita entre 25 e 28 de março, com 120 empresas do setor, mostra que com relação às relações trabalhistas, 26% das empresas pesquisadas admitiram já terem tomado medidas como demissão, antecipação de férias, redução de jornada e de salários.

O teletrabalho (home office) foi adotado por 99% das empresas. Apenas uma delas (0,8%) optou pelas férias coletivas.  Outros recursos adotados foram o banco de horas por 15%; horários alternados por 10%. A totalidade das pesquisadas optou pelo isolamento social, mas apontaram -36% - dificuldade com home office principalmente com relação à disponibilidade de Internet nas residências dos funcionários. Seguida pela questão do controle de jornada (28%) e o contato com os clientes (26%).

No caso da relação com os clientes foi constatado um mix de meios como formas de contato. O e-mail é o recurso adotado por 88,5%; 84% o telefone; 67% o WhatsApp; 64% vídeo ou teleconferência e 8% outros meios, como Hangout, Google Drive, VPN, Cloud da Amazon e Zoom.

As empresas também afirmam enfrentar dificuldades na obtenção de recursos junto ao sistema bancário – quase metade das pesquisadas – 48% - reclamaram muito dos bancos.  Para receber pagamentos dos clientes por 57% e, para pagamento de impostos, 46% indicaram os federais e 18% os municipais.

Entre as empresas que responderam à sondagem, 57% foram desenvolvedoras de sistemas, 10% consultorias de TI; 8% comercializadoras de software; 7% da área de suporte e 18% foram agrupadas como “outros”. Quanto ao porte, 57% têm entre onze e 99 empregados; 29,5% até dez; 3% entre cem e 199 e 9,84, mais de 200.

O presidente do TI Rio, Benito Paret, disse que na segunda quinzena de abril a entidade fará nova sondagem. “Nessa primeira tivemos um retrato do impacto das medidas adotadas. Na próxima já conseguiremos aferir resultados mais aprofundados. Muito provavelmente questões relacionadas às finanças, como pagamentos, recebimentos, rotatividade de clientes, devem surgir com força.”

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

01/06/2020
Empresa de registro de jornada à distância cresce 20% com Covid-19

01/06/2020
Teletrabalho atinge 51% do serviço público federal

01/06/2020
Latinos desconfiam de censura em dados sobre a Covid-19

29/05/2020
Aloo Telecom cede rede de fibra ótica para viabilizar UTI virtual

29/05/2020
Justiça exige mudanças no portal e no app do Auxílio Emergencial e cobra explicação da Dataprev

29/05/2020
Câmara prorroga desoneração da folha de TI até dezembro de 2021

28/05/2020
Caixa Tem amplia compras pelo celular e alcança 2,1 milhões de transações digitais

27/05/2020
Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

27/05/2020
MPF e Defensoria da Paraíba entram com ação pública contra União, Dataprev e Caixa

26/05/2020
Um a cada quatro candidatos a um emprego aceitou se tornar PJ no Brasil

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

TST: Teletrabalho tem de respeitar os contratos de trabalho

Corte aponta, no entanto, que em situações emergenciais, como a atual crise da Covid-19, a adoção da jornada online temporária prescinde formalização, mas deve respeitar leis trabalhistas. 

Coronavírus: Teles advertem que sem equipes técnicas na rua, há risco para a rede

O SindiTelebrasil está alertando Estados e municípios sobre a necessidade e urgência em manter suas equipes técnicas e os call centers em operação, ainda que de forma reduzida, para garantir a conectividade e como medida essencial.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site