Convergência Digital - Home

Blockchain reduz perdas no agronegócio

Convergência Digital
Convergência Digital - 09/12/2019

As empresas Agricom e S4 aderiram ao IBM Food Trust, ecossistema global para a indústria de alimentos que visa proporcionar, a partir da tecnologia de blockchain, responsabilidade e transparência sem precedentes sobre os alimentos aos consumidores finais. Segundo a OCDE e a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), 14% da produção agrícola mundial vem da América Latina e estima-se que até 2028 a região responderá por mais de 25% das exportações globais de produtos agrícolas e de pesca.

Ao ingressar no IBM Food Trust, a Agricom pode compartilhar seletivamente informações importantes sobre os alimentos que produz com seus parceiros de negócios, como fornecedores, produtores, varejistas e muito mais, tudo de uma maneira altamente segura e transparente no blockchain. A Agricom poderá, ainda, proporcionar maior transparência e confiança aos consumidores finais das frutas produzidas em suas seis plantas no Chile, além de reduzir a perda de alimentos na cadeia de produção e distribuição. A Agricom, que faz parte da multinacional Westfalia Fruit Group, usa a plataforma blockchain para rastrear frutas que chegam diariamente às mesas dos consumidores, como abacates, laranjas, maçãs e limões, entre outros.

"Na Agricom, inovamos constantemente para trazer frutas frescas de classe mundial para a mesa dos consumidores, não apenas no Chile, mas em todo o mundo", diz Francisco J. Martínez, gerente assistente de TI da Agricom. "Exportamos frutas para os Estados Unidos, Europa, Ásia, América Central e América do Sul, alcançando em 2018 exportações de 98.000 toneladas de frutas frescas. Para isso, desenvolvemos uma forte política de inovação e automação de processos em todas as áreas da empresa, que levou a usar a melhor tecnologia disponível em termos de seleção e calibração de frutas. A incorporação do blockchain para a rastreabilidade de frutas é mais um passo no caminho da excelência em qualidade que estamos percorrendo".

A S4, uma startup dedicada à criação de tecnologia para reduzir o risco na produção agrícola causado pelos efeitos do clima, incorporará a tecnologia blockchain em seu produto S4Go para registrar a localização geográfica dos lotes e suas informações técnicas produtivas no momento em que são desenhadas, para registrar e confirmar as informações, criando visibilidade e responsabilidade na cadeia de origem desde o momento inicial. Segundo o Banco Interamericano de Desenvolvimento, 127 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas anualmente na América Latina, o equivalente a um terço do que a região produz no mesmo período.

Por meio do acordo com o IBM Food Trust, o S4Go poderá compartilhar seletivamente informações importantes sobre produtos alimentícios com seus outros atores comerciais - como fornecedores, produtores, varejistas - de maneira altamente segura e autorizada em blockchain. Ao permitir esse nível mais alto de transparência, o S4Go pode colaborar de maneira mais eficaz com os membros da cadeia do agronegócio, indexando o crescimento da planta, aplicando inteligência artificial em dados de satélite e várias fontes remotas, para otimizar o gerenciamento produtivo e monitoramento em tempo real das lavouras e, dessa forma, planejar a produção de alimentos de maneira mais adequada, a fim de reduzir desperdícios e riscos.

"Graças à tecnologia IBM, o produtor e os atores subsequentes da cadeia podem rastrear, proteger e garantir transparência na localização e no desenvolvimento de suas colheitas. Isso também possibilita a certificação futura, uma vez que o S4Go adiciona informações obtidas por meio de processos, garantindo não apenas a imutabilidade das informações, mas também a interpretação e validação das informações fornecidas pelo produtor", Mariano Tamburrino Co-Fundador e COO da S4.

Criado na tecnologia de código aberto baseada no Hyperledger Fabric, o IBM Food Trust usa um modelo de governança que permite às empresas estabelecer regras sobre quem pode ver os dados carregados na solução e por quanto tempo. Esses dados permanecem sob o controle da empresa, mesmo depois de terem sido carregados no IBM Food Trust.

"Atualmente, cerca de 34% dos alimentos produzidos na América Latina são desperdiçados, enquanto mais de 77 milhões de pessoas sofrem de doenças relacionadas a alimentos todos os anos. Esses problemas podem ser melhorados com a aplicação de blockchain em toda a cadeia alimentar", disse Martin Hagelstrom, Líder de IBM Blockchain para a América Latina. A Food Trust é uma das maiores e mais ativas redes de blockchain não criptográficas em produção atualmente. Na América Latina, vários produtores e outras empresas do agronegócio estão usando a solução para rastrear produtos do campo até a mesa.


Destaques
Destaques

Governo negocia para transformar Foz do Iguaçu em zona franca para datacenters

O secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Elisio de Menezes, conta que negocia a incorporação dos datacenters em uma classe especial para consumo de energia, ativo que mais encarece as operações no Brasil.

Disseminação de serviços em nuvem puxa investimentos globais em TI

Segundo projeções da consultoria Gartner, gastos devem bater em R$ 15 trilhões neste ano e crescer 3,7% em 2020, puxados por cloud computing. 



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Você já pensou no impacto que os seus dados geram no planeta?

Por Gustavo Loiola*

Hoje, são milhares de data centers espalhados pelo Planeta. É engraçado pensar nisso quando hoje falamos da tal da “nuvem" que armazena os nossos dados. Tiramos uma foto? Vai para a nuvem. Postamos no Instagram? Vai para a nuvem. Netflix, Spotify, Deezer? O streaming também está na nuvem.

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site