Dispara número de estados e municípios que usam dados celulares na Covid-19

Convergência Digital ... 11/05/2020 ... Convergência Digital

Até esta segunda, 11/5, 12 Estados e 14 prefeituras aderiram à plataforma criada pelas operadoras de telefonia móvel Claro, Oi, Tim e Vivo para auxiliar governos estaduais e municipais nas medições dos índices de isolamento para o combate à pandemia do novo coronavírus. A ferramenta Big Data de Mapas de Calor, desenvolvida pelas operadoras em conjunto com a ABR Telecom, e sob a coordenação do SindiTelebrasil, fornece de forma gratuita dados estatísticos de concentração de massas.

Já estão acessando a plataforma os estados de Alagoas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. E as prefeituras de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Campinas (SP), Campos dos Goytacazes (RJ), Florianópolis (SC), Juiz de Fora (MG), Macapá (AP), Maceió (AL), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de janeiro (RJ), Salvador (BA), Santo André (SP) e Teresina (PI). 

Os dados são organizados de forma agregada e anônima, não identificando pessoas, mas a quantidade de celulares por antena. Os mapas de calor mostram os índices de concentração de massas evidenciados por cores. São dados estatísticos do dia anterior, que não podem ser manipuladas nem ter revertido seu caráter anônimo.

A plataforma está disponível para administrações públicas que assinarem com as operadoras Acordo de Cooperação Técnica (ATC) e Termo de Responsabilidade e Confiabilidade (TRC), com critérios técnicos e legais. Podem se habilitar para acessar a plataforma o governo federal, estados, capitais e cidades com mais de 500 mil habitantes.

O governo ou prefeitura que quiser ter acesso à plataforma deverá primeiramente se cadastrar e encaminhar ofício padrão assinado pelo governador ou prefeito com a solicitação. Numa segunda etapa, a autoridade terá que assinar com as prestadoras e a ABR Telecom o ATC e o TRC e, em 48 horas, serão geradas as chaves de acesso.

Apenas representantes das administrações terão as chaves, limitadas a cinco pessoas por ente federativo, cadastradas previamente com nome, e-mail oficial (gov.br), telefone, cargo e órgão. Os dados visam exclusivamente ao combate à Covid-19 e seguem estritamente a legislação aplicável, inclusive a Lei Geral de Proteção de Dados.

A plataforma Mapa de Calor se soma a inúmeras iniciativas do setor de telecom, que tem sido vital no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus e será essencial para a retomada da economia no momento pós-crise.


Internet Móvel 3G 4G
Aplicações são prioridade no laboratório 5G da NEC no Brasil

Com a meta de ser um orquestrador do 5G na sua volta à telefonia móvel, a NEC estrutura um laboratório, que começa a funcionar em janeiro de 2021, para fazer valer a validação das aplicações, conta o diretor da NEC, Roberto Murakami.

Anatel flexibiliza regras para as MVNOs

Em especial, agência passa a permitir que operadoras virtuais possam fazer contratos com mais de uma prestadora na mesma área de registro. 

Carlos Baigorri toma posse no Conselho Diretor da Anatel

Em cerimônia no Ministério das Comunicações, o novo conselheiro afirmou que "a Anatel tem diversos desafios para o ano que vem, como o leilão de 5G, e temos que garantir que a conectividade chegar a todos rincões do País, com qualidade e a preços acessíveis à população para que todos os brasileiros possam exercer a sua cidadania”.

Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

Segundo a presidente da entidade, Vivien Suruagy, caso o Congresso não derrube o veto de Bolsonaro à medida, haverá um "apagão de tecnologia" no país.

STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

Multa estipulada foi de R$ 3 milhões, por conta da não venda de cartões indutivos de 20 unidades. Condenação da operadora foi mantida pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G