Home - Convergência Digital

Para TIM, migração para banda Ku vai atrasar ainda mais 5G

Luís Osvaldo Grossmann - 29/09/2020

No coro das operadoras móveis que atuam no Brasil, o presidente da TIM, Pietro Labriola, disparou nesta terça, 29/9, que o leilão do 5G deve optar pela mitigação de interferências que o uso da faixa de 3,5 GHz provoca em antenas parabólicas. Para ele, a alternativa de migrar essa recepção para a Banda Ku, acima de 10 GHz, implica em demora na implantação da nova onda tecnológica porque a faixa ficará sem uso até que essa operação seja concluída. 

“Ouvimos falar em Banda C, Banca Ku, mitigação ou migração. Temos grandes profissionais na Anatel e nas empresas que estão debatendo esse assunto e acho que vão encontrar uma solução. Minha abordagem é mais pragmática. Não podemos leiloar uma frequência que ficará ociosa. Temos que recuperar o atraso no 5G. Então a solução melhor pode ser a mitigação, porque permite ter mais rapidamente possível a disponibilidade da frequência para começarmos a construir esse novo serviço”, afirmou Labriola ao participar do Painel Telebrasil 2020. 

Ele também aproveitou para reforçar os apelos por um leilão não arrecadatório. “Esse é o primeiro desafio. Não digo nada diferente do que temos falado nas ultimas semanas. E o que me deixa com grande satisfação é que os representantes do Ministério e da Anatel estão com o mesmo pensamento.

Para o executivo, o leilão “não deve ser arrecadatório porque é difícil hoje projetar qual será a receita com 5G, diferentemente do que aconteceu no 3G e no 4G. Temos dificuldade de projetar o fluxo de caixa nos próximos anos porque o 5G vai ser uma plataforma que vai habilitar um novo modelo de negocio, o B2B2C.” 

“Hoje o modelo é mais B2C, no qual nós vendemos para cliente final com o 5G, vai ser B2B2C, em que o segundo B são setores muito importantes, como saúde, segurança, transporte. Um leilão não arrecadatório vai garantir investimento em infraestrutura para habilitar serviços a toda essas indústrias”, completou. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/10/2020
TIM ativa piloto de banda larga fixa com 5G DSS

28/10/2020
FCA e TIM anunciam carro conectado no Brasil para primeiros meses de 2021

28/10/2020
Aplicações são prioridade no laboratório 5G da NEC no Brasil

27/10/2020
Claro: 5G DSS não é marketing. É real e faz muito sentido no Brasil

26/10/2020
Americanet inicia testes de rede 5G em Pindamonhangaba (SP)

26/10/2020
Governo da Itália usa poder de veto e manda empresa cancelar acordo com Huawei

21/10/2020
TRE-SP cita LGPD e manda TIM e Facebook identificarem autoria de campanha eleitoral ilegal

20/10/2020
EUA pressionam Brasil a banir Huawei em troca de financiamento para 5G

19/10/2020
NASA leva 4G e projeta 5G na Lua

15/10/2020
5G: Teles insistem em filtro nas parabólicas e rejeitam migração da TV

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A democratização do 5G e os desafios para as PPPs

Por Lincoln Oliveira*

Para evitar um provável cenário em que apenas as grandes empresas possam trabalhar com a nova tecnologia, será fundamental contar com os serviços das prestadoras de pequeno porte a fim de expandir o acesso à internet de alta qualidade a todas as regiões do país.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site