Convergência Digital - Home

Armazenamento por serviço: um mercado em alta com privacidade de dados

Convergência Digital
Da redação - 08/07/2020

A demanda do consumo flexível de ofertas de infraestrutura local e infraestrutura como serviço (IaaS) vai crescer 10% em 2021,revela a IDC, em estudo patrocinado pela Zadara, provedora de serviços na nuvem. Segundo a consultoria, o mercado tem o desejo de combinar os benefícios da nuvem pública com a segurança da infraestrutura local, mas também terá de se adequar às novas regras de conformidade, como a imposta pela SEC norte-americana, equivalente a nossa CVM, ao determinar que equipamentos alugados sejam incluídos nos balanços patrimoniais das empresas de capital aberto.

Os dados do Global StorageSphere da IDC mostram que a base instalada de capacidade de armazenamento deve crescer 18,4% ao ano entre 2018 a 2023, o que resultará em uma base instalada de capacidade de armazenamento de 11,7 ZB em 2023, em comparação com 5,0 ZB apurados em 2018, mais do que dobrando durante o período da previsão.

A consultoria observa que a percepção sobre dados armazenados mudou. Até entao entendidos como um mal necessário, com custos e riscos associados, agora, são percebidos como um ativo para ajudar a permitir novos insights sobre avanços tecnológicos, novos produtos ou serviços, geração de receita, aprimoramentos na produtividade e otimização de custos. A questão, adverte a IDC, é que esses dados são diversos e complexos e, em muitos casos, exigem ferramentas e habilidades avançadas para obter os insights de maneira oportuna eeconômica.

Quem também vai mudar esse mercado são as legislações de proteção de dados pessoais. As regras de conformidade como a GDPR na Europa, a Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia, de 1º de janeiro de 2020, e a brasileira LGPD, pontua a IDC, vão exigir conformidade às empresas e aportes em governança e segurança dos dados e são oportunidades reais para o incremento da oferta de serviços de armazenamento por serviço e uma nova maneira de fazer negócio com infraestrutura, completa a consultoria.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

CSU avança de empresa de BPO para uma companhia de tecnologia

Com diferentes atividades, entre elas, processamento de transações eletrônicas de meios de pagamento e serviços de relacionamento com clientes, a CSU contratou o NICE Nexidia para melhorar os resultados dos negócios com uma abordagem consultiva e analítica.

Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Destaques
Destaques

Eletrobras contrata Analytics para acelerar jornada digital

Estatal, responsável por 1/3 da capacidade elétrica do Brasil, quer usar os dados para manter as melhores práticas de governança e investir em IoT, chatbots e robôs.

Hospital Care vai às compras e reforça transformação digital

Com foco em fusões e aquisições no setor de saúde, a holding vem obtendo inúmeros ganhos de integração e sinergia entre as empresas adquiridas e suas diferentes soluções locais, passando a atuar por meio de um Centro de Serviços Compartilhados que provê serviços corporativos a todas as unidades do grupo. Empresa aposto no SAP S/4HANA.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site