Home - Convergência Digital

TIM e Claro empatam na disputa por clientes no Brasil

Ana Paula Lobo - 03/02/2020

A Anatel publicou em sua página na internet os dados referentes aos acessos em telefonia móvel do ano de 2019. Os números comprovam que a telefonia pós-paga- estratégica para as teles - se aproximou de fato da telefonia pré-pago.  Em dezembro de 2018 havia 129,6 milhões de clientes pré-pagos no Brasil. Em dezembro de 2019, esse número caiu para 117,04 milhões – uma queda de 9,7% em 12 meses.

A competição se acirrou para atrair o cliente para o pós-pago. O número pulou de 99,61 milhões de assinantes pós-pagos em dezembro de 2018 para 109,63 milhões em dezembro de 2019, o que significa uma alta de 10%. O empate técnico entre pós-pago e pré-pago deverá acontecer ainda no primeiro trimestre de 2020, uma vez que faltam apenas 7,41 milhões de linhas para o pós-pago alcançar o pré-pago na carteira dos clientes.

Nessa disputa pelo assinante, a Vivo segue líder do mercado com 32,9% do market share. TIM e Claro disputam palmo a palmo as segundas e terceiras posições. Em dezembro de 2019, segundo a Anatel, as duas empataram com 24%. A Oi - ainda sem saber se vai se desfazer ou não da operação móvel, avaliada em R$ 15 bilhões pela BTG Pactual - se manteve na quarta posição com 16.2%.

O 4G foi o grande impulsionador do pós-pago. A tecnologia 4G (LTE) encerrou dezembro com base de 153,73 milhões de chips ativos. Já o 3G despencou e fechou o ano com 42,81 milhões de acessos, uma queda de 21,7%. A tecnologia 2G ganha sobrevida com os acessos M2M, mas também perde acessos ativos. A tecnologia terminou 2019 com 30,12 milhões de acessos ativos. Mais informações, veja aqui: https://www.anatel.gov.br/paineis/acessos

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/10/2020
OCDE defende Agência reguladora unindo Anatel, Ancine e Ministério

20/10/2020
Punição por punição enclausura a Anatel e não produz resultado

19/10/2020
Comissão de Infraestrutura aprova Carlos Baigorri para Anatel

19/10/2020
NASA leva 4G e projeta 5G na Lua

15/10/2020
Em três meses, Anatel e PF apreendem mais equipamentos irregulares que em todo 2019

14/10/2020
Para vender Correios, Minicom transforma Anatel em Agência Nacional de Comunicações

09/10/2020
Reordenamento do uso dos postes tem custo estimado em R$ 20 bilhões pela Anatel

08/10/2020
Anatel, por Covid-19, autoriza Claro a adiar lançamento de novo satélite

07/10/2020
Anatel discute atualização de procedimentos para medir radiação de equipamentos de telecom

02/10/2020
MPF processa Anatel e Algar por qualidade de celular no Triângulo Mineiro

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site