INOVAÇÃO

Startup nacional é acelerada para avançar no uso dos robôs de investimento

Convergência Digital ... 17/09/2020 ... Convergência Digital

A Allê Invest, especializada na gestão inteligente de investimentos e previdência, vai ser acelerada pelo Hupp, primeiro hub de inovação e aceleração de empresas voltado exclusivamente ao segmento de previdência privada. A expectativa da wealthtech de São Paulo é ganhar musculatura e visibilidade, a partir das mentorias e trocas que o processo do Hupp agrega aos participantes, bem como auxiliar na gestão automatizada de um grande volume financeiro. “Vamos conseguir acelerar nosso negócio com a possibilidade do apoio na gestão automatizada e inteligente de bilhões de reais alocados em produtos de previdência para milhares de pessoas. E, assim, democratizar o acesso à consultoria de alta qualidade, que hoje só está disponível para as grandes fortunas,” assinala o CEO da Allê Invest, Luiz Macedo.

Os negócios explorados pela empresa estão relacionados ao Robô Advisor e gestão de carteiras, consolidador de investimento, simuladores de previdência e inteligência artificial. Segundo o CTO da startup, Gustavo Gomides, "a tecnologia utilizada auxilia na gestão de portfólios ao automatizar diversas técnicas de análise e equações matemáticas e estatísticas e os processos de seleção de ativos, controle de risco, gestão e adaptação aos cenários reais que se concretizam no dia a dia, sem perder o drive dado pelo gestor responsável."

Peter Seiffert, gestor licenciado pela CVM e um dos fundadores da Allê Invest, ressalta que não se trata de prever o futuro, mas sim de saber se posicionar conforme as condições de mercado. “E as particularidades de cada investidor e se adaptar, de forma eficiente e automática, às dinâmicas do mercado, fazendo tudo de forma digital e na conveniência do usuário."

Um dos diferenciais da solução da Allê Invest é a combinação de uma experiência 100% digital, fluída e de excelência com a personalização da consultoria inteligente de investimentos e previdência privada. “Consultorias dessa natureza costumam ser caras para os clientes. Nosso sistema digital de gerenciamento de riqueza on-line é autoguiado, automatizado, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana para qualquer pessoa” salienta Macedo.

O negócio da Allê Invest é promissor, segundo estudo da Deloitte, até 2025, os robôs de investimento terão sob sua gestão um patrimônio de mais de US$ 18 trilhões, em todo o mundo. A Allê desenvolve ferramentas de automatização que garantem agilidade, controle e facilidade na escala e gestão de investimentos. “Também fornecemos APIs e plataforma de gestão de investimento. A ideia do Robô Advisor é acompanhar a vida do usuário pelo life planning,” comenta Macedo.

O processo de seleção do Hupp!

Desde o lançamento do edital, mais de 200 startups interagiram com o projeto. Foram mais de 40 que passaram por entrevistas e, dentre as entrevistadas, 30 startups foram selecionadas para a fase dos pitchs, que ocorreram em duas tranches realizadas nos dias 13 e 14 de agosto para o grupo de entidades parceiras.

As startups selecionadas para o Hupp serão acompanhadas em todo o ciclo por mentores especializados no universo da previdência complementar. O objetivo é agregar a expertise das EFPCs - Entidades Fechadas de Previdência Complementar - à inventividade dessas startups, gerando um ambiente de troca de ideias, experiências e perspectivas e garantindo o desenvolvimento de soluções completas e network enriquecedor.

Segundo o Hupp, as classes de soluções selecionadas são resultado do planejamento estratégico da Abrapp - Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar, quando um grupo de trabalho formado por quase 100 pessoas, que representam o sistema de previdência privada complementar, debateu e levantou informações sobre as necessidades das EFPCs.“Destes apontamentos e estudos é que as áreas de soluções do Hupp! foram definidas, para garantir o real valor das soluções,” explica a aceleradora.

Macedo conta que 40 profissionais sob organização da Abrapp, Conecta e LM Ventures selecionaram as startups. “Entramos na classe de Sistemas de Investimentos,” comemora o CEO. A próxima etapa do projeto é o match entre startups e fundações para iniciar o trabalho de evolução das soluções e, posteriormente, trabalhar as Provas de Conceito (POCs).

O Hupp! é o primeiro hub de inovação e tecnologia 100% dedicado ao setor de previdência privada. Seus organizadores são a Abrapp – Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar, e a Conecta Soluções Associativas, empresa do grupo voltada ao desenvolvimento de soluções escaláveis para as EFPCs. E juntamente com a LM Ventures, especializada na gestão de hubs e mentoria de startups, o Hupp! foi criado para acelerar e tracionar bons projetos que tem grande potencial para agregar valor ao mercado. Além da Allê Invest, foram selecionadas Asaas; Dom Rock; Futuritos; Getmore; Idwall; Inovamind; Investtools; Nogord.io; Oncase; Onze; OQ Digital; Projuris; Saffe; Sentimonitor; Trampolin e Ubots.


Cloud Computing
AWS: Nuvem responde às exigências da LGPD

“A LPGD foi criada até pela expansão do uso dos dados, porque temos que nos preocupar muito quem acessa, como ele está armazenado, como está criptografado”, afirma Jorge Ruas, da AWS. 


Fiemg lab e Fiat Chrysler automóveis (FCA) buscam startups de Supply Chain e Manufatura

Competição está com inscrições abertas até o dia 28 de outubro. Oito projetos serão selecionados e terão testes industriais em 2021.

Waze: força das comunidades e dos 50 mil voluntários fazem a diferença

A colaboração é o segredo do sucesso do Waze e estabelecer canal ativo com os clientes é missão, contou a Global Group Manager, Hila Roth.

Inovar é deixar de olhar para o próprio umbigo

Marcelo Salim, da IBM, Percival Jatobá, da Visa e Ana Leão, da Isobar, assumem que o consumidor é quem está selando o destino das marcas e com voz mais ativa.

TOTVS Techfin: Na crise, sobrevivem os mais adaptáveis às mudanças

O momento exige resiliência e perseverança, mas a crise acelerou uma jornada e colocou, de vez, o consumidor como o centro dos negócios, afirmou Eduardo Neubern, diretor-executivo da Totvs Techfin.

Empresas estão comprando tecnologia, mas não fazem a transformação digital

Sem entender o consumidor, a transformação digital simplesmente não vai acontecer, atestaram Sílvio Meira, cientista-chefe na The Digital Strategy Company; Luiz Sergio Vieira, CEO da EY Brasil, e Agenor Leão, vice-presidente de plataformas de negócios da Natura para América Latina.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G