GESTÃO

Agência Espacial regula licença de operador privado para base de Alcântara

Luís Osvaldo Grossmann ... 01/06/2020 ... Convergência Digital

Em curso na estratégia de lançamentos comerciais a partir da base de Alcântara, no Maranhão, a Agência Espacial Brasileira soltou uma Portaria para regulamentar o procedimento e expedição das licenças de operador. 

A AEB já lançou um chamamento público em busca de empresas interessadas no uso da base brasileira. E a expedição da licença de operador é o passo seguinte no processo. Depois, vem a negociação comercial, a ser feita diretamente pelo Comando da Aeronáutica. 

Conforme a portaria publicada nesta segunda, 1o/6, a licença será concedida a pessoas jurídicas, singulares, associadas ou consorciadas. Ela terá prazo de cinco anos, podendo ser renovada por períodos iguais e sucessivos.

Em estimativa ao Congresso Nacional, o governo indicou que os lançamentos comerciais permitiriam ao Brasil morder uma fatia de 1% do mercado mundial de indústria e serviços aeroespaciais, o que significa levar metade do mercado de lançamentos. 


Carreira
Ministério da Economia vai contratar 350 temporários para transformação digital. Assespro diz que medida é nociva

Seleção simplificada mira especialistas em gestão de projetos, infraestrutura de TI, segurança de dados, experiência do usuário e desenvolvimento de software. Federação Assespro reclama da falta de parceria do governo com as empresas.

Receita simplifica certificado digital online para pessoa jurídica

Segundo o Fisco, empreendedores não precisarão se deslocar a estabelecimentos físicos para obter um e-CNPJ junto à Autoridade Certificadora.

Governo recria Conselho Nacional do Consumidor e inclui Anatel

Decreto cria órgão com 15 integrantes, sendo quatro das agências de telecomunicações, aviação civil, energia e petróleo. 

Covid-19 acelerou digitalização de 200 serviços públicos

Segundo a Secretaria de Governo Digital, em 18 meses já são 800 serviços acessíveis totalmente de forma digital. 

Petrobras adota satélite de baixa órbita para reduzir tempo de transmissão de dados

Estatal contratou satélites de órbita média terrestre para reduzir em 75% a transmissão de dados. Tecnologia vai ser usada em outras oito plataformas da Petrobras, instaladas nos campos de Búzios, Lula, Berbigão e Atapu.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G