INCLUSÃO DIGITAL

Um terço das casas no Brasil usam antenas parabólicas

Luís Osvaldo Grossmann ... 20/12/2018 ... Convergência Digital

Ao divulgar uma nova rodada de dados coletados na PNAD Contínua de 2017, o IBGE indicou que em 2017 80% dos domicílios do país já estavam preparados a viver somente com as transmissões digitais de TV.

Ao mesmo tempo, a pesquisa demonstrou o universo potencial de problemas com o uso da faixa de 3,5 GHz para o 5G, diante do risco de interferência com antenas parabólicas. Elas estão em 23 milhões de domicílios, ou praticamente um terço (32,5%) do total.

Ao mesmo tempo, resta um universo não desprezível de 4,2 milhões de lares sem qualquer alternativa ao desligamento analógico. E isso apenas entre aqueles em que hoje há televisores. Outros 2,3 milhões de lares não podem ou preferem não tê-las.

No caso das parabólicas, a maior parte (70%) está em áreas rurais. Mas chegam a representar praticamente a metade (46%) de toda a recepção de televisão no Nordeste do país e 40% no Norte. Significativas em todo o país, estão em 36% das residências no Centro-Oeste, 33,3% no Sul e 22,2% no Sudeste.

Do ponto de vista do 5G, e de eventuais ações de mitigação de interferência, usando o exemplo do processo da TV Digital, o IBGE demonstra que apesar de estarem em um terço das residências, as parabólicas são a única alternativa em apenas 6,5 milhões de lares, ou quase 10% do total.


Agricultura: Mais de 5 mil torres poderiam ser usadas para levar banda larga à área rural

Estudo do Ministério da Agricultura mostra que o Brasil possui 82 mil torres com antenas celulares e seria possível, no curto prazo, usar parte delas para levar conexão ao campo.

Provedores Internet superam teles e massificam banda larga fixa no País

Os PPPs encerraram 2019 com 9.881.911 de acessos, à frente da Claro com 9.578.629, da Vivo (7.024.007) e da Oi (5.255.766).

Saldo de R$ 1,2 bilhão vai para transmissores em cidades pequenas e banda larga na Amazônia

Divisão dos recursos já é considerada como questão pacificada entre  as operadoras móveis e as emissoras de TV. 

Mais da metade das mulheres no mundo está sem acesso à Internet

União Internacional de Telecomunicações adverte que o sexo feminino é o mais afetado pela desigualdade no acesso à banda larga, em especial, nos países em desenvolvimento.

Huawei: nação digital é o último estágio da transformação digital

Conceito ainda é muito novo, mas engloba o uso e a análise dos dados para retroalimentar produtos e processos, conta o diretor de Comunicação e Relações com o Governo da Huawei Brasil, Juelinton Silveira.

Audima cria ferramenta para levar conteúdo aos analfabetos digitais

A partir da própria dor, uma vez que tem dislexia, Paula Pedrosa criou a Audima, uma startup que transforma palavras em áudios. "O império da visão exclui muita gente. Nosso desafio, hoje, é mostrar que inclusão monetiza", observa a executiva.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G