Home - Convergência Digital

Brasil falha na capacitação de mão de obra para indústria 4.0

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 14/09/2018

O Brasil ainda está longe da chamada indústria 4.0, segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria neste ano de 2018. O dado mais positivo é que a presença de pelo menos uma tecnologia digital passou de 63% para 73% do setor, mas a CNI alerta que quase 30% da produção fabril não se vale de nenhuma dessas tecnologias.

Entre as empresas entrevistadas pela CNI, apenas 48% reconhecem a importância das tecnologias digitais e pretendem investir em recursos da Indústria 4.0. Esse aparente desconhecimento ou desprezo pelas inovações também é medido no baixíssimo grau de utilização de robôs industriais no país.

Segundo dados da Federação Internacional de Robótica, enquanto a comercialização de robôs bateu recorde global no ano passado, com 381 mil vendidos e um estoque em operação de 1,8 milhão de unidades, o Brasil não representa praticamente nada nesse universo: com 1,5 mil robôs industriais, o Brasil tem 0,005% do mercado global dessas modernas ferramentas.

De acordo o estudo, o principal ponto fraco do Brasil na jornada rumo à indústria 4.0 está na formação profissional. "O desafio principal é a capacidade que o país venha a desenvolver de formar as pessoas com perfis competentes, adequados para esse novo patamar tecnológico”, ressalta o diretor nacional de Operações do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Gustavo Leal.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/05/2019
Brasil fica em último lugar em ranking de uso para carros autônomos

13/05/2019
Brasil tem parcela em reconhecimento facial usado pelo 99 para motoristas

08/05/2019
Edital busca empresas para apoiarem startups em projetos de R$ 200 mil

30/04/2019
Smartphones puxam demanda global por carregadores sem fio

17/04/2019
Ministério da Economia seleciona 105 startups para aceleração

16/04/2019
Brechas legais para reconhecimento facial exigem autoridade de dados forte

10/04/2019
Brasil puxa crescimento de 21% no uso de robôs na América Latina

09/04/2019
Governo prepara marco legal para fomento às startups

08/04/2019
Softex tem R$ 18 milhões para projetos em IoT, saúde, energia e mobilidade

03/04/2019
Governo e empresas criam Câmara para acelerar digitalização da indústria

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Brasscom: É urgente incluir computação no currículo do ensino médio e fundamental no Brasil

Apenas Internet das Coisas, vai gerar uma demanda de 107 mil profissionais que não estão disponíveis no Brasil, adverte o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

TI precisa de 420 mil novos profissionais até 2024

Formação de mão de obra, que já sofre para atender a demanda, vai ficar longe dos 70 mil novos empregos por ano. IoT, Big Data e segurança são áreas de maior demanda.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site