OPINIÃO

O combate às fraudes de impostos na palma da mão

Por Marcelo Annarumma*
07/03/2019 ... Convergência Digital

Passados os dois primeiros meses do início de 2019, é possível perceber um maior clima de otimismo e confiança por parte dos brasileiros, sejam eles empresários ou trabalhadores. No entanto, ao mesmo tempo em que o Índice de Confiança do Empresário Industrial, apurado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), atingiu em janeiro o maior valor desde junho de 2010, ainda identificamos ameaças que não são exatamente novas a esse movimento de renovação e positividade.

Uma delas, que tem impacto real nas contas dos municípios, estados e federação, é a sonegação de impostos. De acordo com levantamento do Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz), o Brasil deixou de arrecadar R$ 345 bilhões em 2018 por conta deste fator, enquanto outra pesquisa, do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) mostra que 27% das grandes empresas, 49% das médias e 65% das pequenas não estão em dia com os tributos.

Os dados são alarmantes, prejudicam a todos e devem ser tratados com urgência. As fraudes de impostos representam desafio a ser enfrentado de frente e exemplos de como fazê-lo não faltam mundo afora. Um dos mais claros é a adoção de tecnologia como forma de combater a sonegação. Recentemente, o estado do Alabama lançou um Programa Avançado de Proteção de Identidade capaz de comprovar com segurança a legitimidade de declarações de seus impostos, viabilizando o reembolso até 60% mais rápido. Pode parecer algo extremamente complexo, mas estamos falando de um aplicativo gratuito chamado eID, disponível para os mais populares sistemas operacionais.

Seu uso é simples: os contribuintes tiram uma selfie e fotografam sua carteira de motorista ou documento de identidade, que são autenticados digitalmente pela Agência de Cumprimento de Lei do Alabama (ADOR). O cruzamento de dados do órgão estadual acusará eventuais duplicidades de informações e cadastro, além de proteger a identidade do cidadão e de suas declarações fiscais. Por meio desse recurso, em apenas 10 meses foi possível identificar mais de 177 mil casos de roubo de identidade.

Esse é somente um exemplo de como a tecnologia pode nos ajudar, como nação, a enfrentar problemas recorrentes. Em vários casos, a solução pode estar na palma de nossas mãos, em recursos simples como um aplicativo que garante que você é você mesmo – e mais ninguém – por meio da biometria.

*Marcelo Annarumma é presidente para América Latina da IDEMIA

 


Carreira
Graduação em Ciências de Dados terá 2610 horas

Curso será ofertado pela Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV EMAp), no Rio de Janeiro. São 2610 horas de aulas. Inscrições vão até o dia 08 de outubro. Serão 40 vagas para a primeira turma - 32 vagas por meio do vestibular FGV e 8 vagas pelo ENEM.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G