INTERNET

Dados Pessoais: Google será julgado por coleta ilegal de dados de 4 milhões de usuários do iPhone

Convergência Digital* ... 02/10/2019 ... Convergência Digital

O Tribunal de Apelação de Londres deu aval para uma ação contra o Google ao argumentar que empresa de Internet coletou dados de mais de 4 milhões de usuários do iPhone, revogando uma decisão em 2018.

Os reclamantes disseram que o Google acessou ilegalmente dados de navegação na internet de usuários do iPhone, contornando configurações de privacidade no navegador Safari entre junho de 2011 e fevereiro de 2012.

O Supremo Tribunal de Londres decidiu em outubro de 2018 que o suposto papel do Google na coleta, compilação e uso de dados do navegador era ilegal, mas que os reclamantes não sofreram prejuízo com isso, conforme especificado pela Lei de Proteção de Dados do Reino Unido.

James Oldnall, principal advogado do caso, disse que a decisão do Tribunal de Apelação “confirmou nossa opinião de que ações representativas são essenciais para responsabilizar os gigantes corporativos”.

Richard Lloyd, o queixoso representante da ação coletiva, disse que o julgamento desta quarta-feira, 02/10, “envia uma mensagem muito clara ao Google e outras grandes empresas de tecnologia: você não está acima da lei”.

“O Google pode ser responsabilizado neste país pelo uso indevido dos dados pessoais das pessoas, e grupos de consumidores podem pedir reparação judicial quando as empresas lucram ilegalmente com violações ‘repetidas e generalizadas’ de nossos direitos de proteção de dados”, acrescentou.

O Google disse que proteger a privacidade e a segurança de seus usuários sempre foi sua prioridade número um. “Este caso refere-se a eventos que ocorreram há quase uma década e que resolvemos na época”, disse uma porta-voz. “Acreditamos que a ação não tem mérito e deve ser arquivada.”

*Fonte: Agência Reuters


Airbnb é condenada por informação errada fornecida pela plataforma no Brasil

Aplicativos de hospedagem têm responsabilidade caso o anfitrião forneça informação diversa da apresentada ao usuário do serviço. Assim entendeu a juíza Marília de Ávila e Silva Sampaio, do 6º Juizado Especial Cível de Brasília.

Aplicações de IoT terão de se alinhar à LGPD

O ecossistema nacional de Internet das Coisas está em construção e passa muito pela colaboração, observa o associate partner na McKinsey Lucas Pinz. A conectividade na área rural segue sendo o desafio a ser vencido.

Google, Facebook, Twitter e WhatsApp aderem a programa anti fake news do TSE

"Nas Eleições Municipais de 2020 pretendemos aperfeiçoar as ações voltadas a desmentir notícias falsas”, afirmou a presidente do Tribunal, Rosa Weber.

Dia das Crianças rende R$ 3 bilhões em vendas online

Segundo levantamento da Social Miner, resultado foi 23,9% melhor que o do ano passado. 

STJ: Internet deve ser veículo de divulgação de sentenças em ações coletivas

Terceira turma rejeitou decisão do RS que determinava publicações em jornais impressos. 

Revista Abranet 28 . ago/set/out 2019
Veja a Revista Abranet nº 28 O 802.11ax - ou Wi-Fi 6 - promete melhor desempenho por dispositivo, cobertura estendida, maior duração de bateria no devices conectados por ele e protocolos de segurança. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G