Home - Convergência Digital

Donald Trump ordena que empresas dos EUA fechem operações na China

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 23/08/2019

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em um ataque retórico, nesta sexta-feira, 23/08, ordenou, de forma extraoficial, o fechamento das operações das empresas norte-americanas na China. O presidente quer que essas companhias produzam mais dentro dos EUA. As declarações foram feitas pelo twitter - meio preferido de Donald Trump - após intensificação das tensões comerciais.

"Nossas grandes empresas norte-americanas estão ordenadas a começar imediatamente a procurar uma alternativa à China, incluindo trazer suas empresas para casa e fazer seus produtos nos EUA", escreveu Trump no Twitter. "Nós não precisamos da China e, francamente, estaríamos muito melhor sem eles."

Trump, porém, não pode legalmente obrigar as empresas norte-americanas a abandonar a China imediatamente e não deu detalhes sobre como poderia prosseguir com tal pedido. Também nesta sexta-feira, 23, a China informou a imposição de tarifas retaliatórias sobre 75 bilhões de dólares em mercadorias dos EUA, visando o petróleo pela primeira vez e renovando impostos sobre automóveis fabricados nos Estados Unidos.

A última investida chinesa foi em resposta aos planos de Trump de impor tarifas de 10% a uma lista de 300 bilhões de dólares em produtos fabricados na China a partir de 1º de setembro e 15 de dezembro, incluindo celulares, brinquedos, laptops e roupas. No mercado de telecom, o fundador e presidente-executivo da Huawei, Ren Zhengfei, informou que o impacto das restrições comerciais dos Estados Unidos sobre seus negócios será menor do que o inicialmente temido, embora as restrições possam reduzir a receita da unidade de smartphones em cerca de 10 bilhões de dólares/ ano, bem abaixo do previsto inicialmente -  algo em torno de 30 bilhões de dólares/ano.




Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/12/2019
Huawei lança plataforma de nuvem no Brasil

25/11/2019
França diz não aos EUA e mantém Huawei no páreo para 5G

18/11/2019
EUA soltam mais uma licença de 90 dias para Huawei

30/10/2019
Huawei: cibersegurança e privacidade exigem transparência

16/10/2019
Alta de 26% nas vendas de smartphones puxam lucro da Huawei

14/10/2019
Alemanha ignora pressão dos EUA e mantém Huawei no páreo para 5G

27/09/2019
Carf mantém multa de R$ 1 bilhão à Huawei por importações irregulares

26/09/2019
Huawei diz que terá 5G sem componentes dos EUA

09/09/2019
Microsoft sai da zona de conforto e levanta a voz em defesa da Huawei

23/08/2019
Donald Trump ordena que empresas dos EUA fechem operações na China

Destaques
Destaques

Redes privadas no 5G impulsionam o crescimento econômico do País

“Nas quatro verticais indicadas pelo governo as redes privadas podem ter impacto forte. Por isso a abertura regulatória é muito importante”, defende a gerente da Qualcomm, Milene Pereira. 

5G já trouxe aumento de receitas para as operadoras

“Na Coreia, são 3,5 milhões de clientes em seis meses, 1 milhão com serviços de valor adicionado. Em apenas um trimestre as operadoras aumentaram as receitas em 2%”, afirma o diretor de soluções da Huawei, Carlos Roseiro. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site