Convergência Digital - Home

Com nuvem da Salesforce, Alelo se transforma em uma empresa de dados

Convergência Digital
Ana Paula Lobo - 03/12/2018

A Alelo está usando a nuvem - ou melhor a solução Salesforce Sales Cloud - para digitalizar o seu front office de vendas e se consolidar como uma empresa de dados, afirma o diretor de Marketing e Produtos da companhia, André Turquetto. A Alelo é especializada na concessão de benefícios e controlada pelo Banco do Brasil e Bradesco.

"Temos forte atuação em diferentes ramos como alimentação, transporte e saúde, mas queremos mais. Os dados que acumulamos são um potencial de oportunidades", observa o executivo. A parceria com a Salesforce começou em 2014 e, desde então, é aperfeiçoada. O uso do Salesforce Sales Cloud mobilizou treinamento, capacitação e preparação.

"Não basta digitalizar as ferramentas se as pessoas não estiverem preparadas. Nós treinamos nossa força de vendas, nós criamos um modelo mais liberal, mas ao mesmo tempo, temos mais controle das atividades. Não é um monitoramento de vigilância. Em vendas, quem atua bem, ganha mais. No caso, montamos um modelo ganha-ganha", salienta Turquetto.

Com o uso maior dos dados, a Alelo já está se adequando às regras estabelecidas pela Lei de Proteção de Dados Pessoais, mesmo sem uma definição sobre a criação da Autoridade Nacional de Dados. O prazo de 20 meses de adequação foi considerado justo e a Alelo, afirma o diretor de Marketing da companhia, já cumpre boa parte dos requisitos exigidos. "Nossa preparação já começou. Estamos trabalhando para ficar dentro da legislação, mas muitos dos pontos exigidos já eram usados como base da nossa atuação", salienta.

A Alelo também está usando o Salesforce Mobile App para tablets e smartphones. Todo o projeto de adoção do Salesforce Sales Cloud foi feito na metodologia Agile (Ágil) e passou por quatro estágios: detalhamento de necessidade, com consultoria feita pela Salesforce pela Accenture, responsável pela implantação, desenvolvimento, prototipação, teste, homologação e adoção. Os valores do contrato não foram revelados pelas partes.

O vice-presidente de Marketing para a América Latina da Salesforce, Daniel Hoe, diz que o Brasil passa pela segunda fase do uso CRM como ferramenta de trabalho. "Muito se investiu para o back office. Mas agora, com a digitalização, o front office, enfim, ganha atenção. A maior parte das aplicações visa o cliente. Isso é um ganho sem igual. Há muito para se conquistar", afirma. A Salesforce apresentou o seu escritório conceito na capital paulista, que replica moldes globais e também definido pela metodologia Agile, para reunir os cerca de 300 funcionários no País.


ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Destaques
Destaques

Empresas ambicionam mais Inteligência Artificial, mas sofrem com falta de talento

Um apesquisa global da Bain mostra que três em cada empresas, instigadas pela covid-19 e a aceleração da digitalização, se preparam para investir mais em inteligência artificial e machine learning. Mas assumem que as dificuldades não são poucas.

Eneva investe R$ 3 milhões para unir gás à energia com a IA ALINE

Software, que utiliza algoritmos de machine learning, foi desenvolvido em parceria com o Instituto Tecgraf da PUC/Rio e está sendo testado no Maranhão. Próxima etapa é um projeto de pesquisa com foco na integração da produção do gás onshore com a geração de energia, o que significa usar IA em um projeto 100% conectado.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O que é o balanceamento de carga de alta disponibilidade?

Por Ivan Marzariolli *

A alta disponibilidade começa com a identificação e eliminação de pontos únicos de falha em sua infraestrutura que podem desencadear uma interrupção do serviço - por exemplo, implantando componentes redundantes para fornecer tolerância a falhas no caso de um dos dispositivos estiver com problemas.

Dados em tempo real fazem toda a diferença no e-commerce

Por Leandro Rodriguez*

O tempo se tornou o fator crítico no relacionamento entre vendedor e comprador. Levar informações em tempo real a uma filial local ou a gerentes de loja pode ser determinante para a aquisição de clientes e, consequentemente, aumentar as vendas.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site