Clicky

Home - Convergência Digital

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Convergência Digital* - 07/04/2021

A GSMA, organizadora do Mobile World Congress, que acontece este ano de 28 de junho a 01 de julho, em Barcelona, depois de a edição de 2020 ter sido cancelada por conta da pandemia de Covid-19, chegou a um acordo com as autoridades espanholas para isentar os participantes do MWC 2021 das restrições impostas às pessoas que chegam de fora da União Europeia.

O governo espanhol autorizou que expositores, participantes, patrocinadores e parceiros entrem no país para evento presencial, desde que eles não venham de países considerados de alto risco, que é o caso do Brasil, pelo menos no momento. Mas libera a possibilidade para países como China e Estados Unidos. Os participantes de fora da UE e do Espaço Schengen terão que se registrar online normalmente, com seus dados compartilhados com as autoridades.

"Esta decisão é um voto de confiança no planejamento cuidadoso realizado até o momento e em nossa forte parceria com as partes da cidade anfitriã", diz o CEO da GSMA, John Hoffman. O plano de segurança feito pelos organizadores com as autoridades de saúde catalãs, batizado de plano da Comunidade Comprometida, diz que os participantes terão de passar por testes frequentes com os recursos fornecidos no local e usar o aplicativo MyMWC, que possui uma gama de recursos para os esforços de saúde e segurança.

Outras mudanças no formato regular do evento - o maior do mundo para o setor de Telecomunicações -  incluem: ambientes sem toque; monitoramento de ocupação; fluxos de tráfego de mão única; atualizações na infraestrutura das instalações; e aumento do número de equipes médicas. O MWC 2021 será híbrido - com painéis presenciais e por vídeo. Grandes fornecedores como Ericsson e Nokia já anunciaram que não vão participar da versão presencial do evento.







Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

11/05/2021
TIM e Nokia lançam projeto piloto de 5G Standalone no agronegócio

11/05/2021
Telefonica se alia à Microsoft por 5G privado

10/05/2021
TecBan, Claro e Ericsson levam 5G para caixas eletrônicos

06/05/2021
Para Minicom, 90% das antenas do 5G são isentas de licença

05/05/2021
TIM: 5G ‘puro’ é mais barato e rivais reclamam porque não fizeram VoLTE no 4G

05/05/2021
Huawei:5G exige empresas locais para aplicações e geração de talentos

05/05/2021
Um poço sem fundos no leilão 5G

05/05/2021
Índia libera testes de 5G no país só com fornecedores de fora da China

04/05/2021
Minicom pressiona TCU por edital e leilão do 5G em julho

04/05/2021
GE testa rede de ondas milimétricas da Verizon para novos serviços no 5G

Destaques
Destaques

América Latina se divide sobre uso de ondas milimétricas

Debate com representantes do México, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Argentina e Brasil mostrou que bandas altas no 5G, como 26 GHz, está longe de unanimidade na região.  Colômbia, que prevê leilão 5G no final do ano, não planeja vender a faixa de 26GHz.

Brasil está fora dos países liberados pela Espanha para o Mobile World Congress

Programado para acontecer de 28 de junho a 01 de julho, o organizador, GSMA, fechou um acerto com as autoridades espanholas para isentar os participantes das restrições impostas às pessoas de fora da União Europeia.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro com 5G não será um nirvana, tampouco um apocalipse

Por Paulo Mannheimer*

O futuro, com 5G, não será nem o Nirvana dos Jetsons nem o apocalipse de "O Exterminador do Futuro". "Blade Runner" continua sendo minha maior aposta.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site