Clicky

INOVAÇÃO

Banco digital vai às compras para reforçar atuação no Brasil

Convergência Digital ... 25/09/2020 ... Convergência Digital

O Social Bank, banco digital e focado em sustentabilidade financeira, foi às compras e anunciou a aquisição do Banco Capital, sediado em Salvador (BA), em um passo decisivo para acelerar o plano de crescimento, ampliando o portfólio de produtos para empresas e pessoas físicas. A operação ainda aguarda a aprovação do Banco Central.

Ao receber a licença bancária, o Social Bank irá atuar como banco completo, podendo oferecer crédito estruturado e produtos de investimentos, além de possibilitar que seu cliente conte com a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). O Social Bank contabiliza hoje mais de 5.000 contas de empresas e 1,5 milhão de contas digitais de pessoas físicas.

A estratégia para clientes pessoa física conta é voltada à inclusão financeira, digital e social, comprovando o êxito de usabilidade do ecossistema Social Bank. Na carteira, há mais de 100 mil contas salários, entre elas 50 mil lavradores e 30 mil pessoas vulneráveis, sendo o banco parceiro da Organização das Nações Unidas (ONU) para ajudas humanitárias, reforçando o conceito de inclusão.

“As fintechs estão competindo para levar serviços a quem já está bem atendido. Queremos levar muito para quem tem pouco ou nada”, diz o CEO do Social Bank, Rodrigo Borges, empreendedor mineiro que fundou o Social Bank em 2017, em Uberlândia (MG). “Atendemos jovens, lavradores, vulneráveis, indígenas, idosos, investidores, o que só comprova a força da nossa experiência do usuário”.

Graças aos serviços a empresas de todos os portes, o Social Bank conta com um custo de aquisição de clientes médio de R$ 6, quatro vezes inferior em relação a outros bancos digitais. Esse é um dos motivos pelos quais o banco caminha para triplicar de tamanho em 2021. A perspectiva é atingir a marca de R$ 2 bilhões em recursos depositados, ante os R$ 700 milhões previstos para este ano.

“Nós não escolhemos público, incluímos todos, do jovem antenado ao lavrador, da pequena à grande empresa. O banco é social porque somos sustentáveis, trabalhamos com um equilíbrio entre inclusão e resultado”, afirma Borges. Nesta jornada de fintech para banco, o Social Bank deve receber, em breve, uma primeira rodada de investimentos. Há conversas neste momento com fundos e varejistas digitais.

O dinheiro será usado na expansão da base de clientes e no projeto Social Cities: o Social Bank quer atuar fisicamente em 30 municípios, nos quais teria vantagens em relação aos bancos tradicionais e fintechs, devido à proposta de valor, produtos e serviços. Trata-se de um novo conceito, com custo reduzido e mais focado na experiência. O plano é ter um relacionamento presencial em um ambiente para negócios, coworking e educação financeira.

"Estamos presentes em cidades do interior do Nordeste, com usinas com 8 mil lavradores, sem caixa eletrônico, sem banco, sem ninguém interessado em bancarizar, e vamos incluir, educar, contribuir para o desenvolvimento local, e com isso auferir receitas, em vez de despesas", diz o CEO do Social Bank.

As Social Cities foram mapeadas pelo departamento de inteligência de mercado a partir da renda da população, número de agências bancárias, potencial empreendedor e setores presentes, como, por exemplo, agronegócio e construção civil. O Social Café, em Uberlândia, é um laboratório bem-sucedido da experiência.

Lançado em outubro de 2017, o Social Bank é um banco verdadeiramente digital, pioneiro em sustentabilidade financeira. Foi idealizado por Rodrigo Borges, empreendedor mineiro de Uberlândia, fundador da Vale Presente (em 2011, primeira fintech do Brasil) e da Hub Fintech (em 2015, líder no mercado de meios de pagamento da América Latina), com experiência de mais de 10 anos no varejo digital em empresas como Magazine Luiza e B2W Digital.

 


Cloud Computing
Lenovo Data Center descarta ser broker de computação em nuvem no Brasil

Presidente da companhia, Rodrigo Guercio, diz que não está na estratégia ser broker, mas diz que tem parceria consolidada com a SAP, que poderá vir a se interessar no processo. Multicloud é a prioridade para a venda de storage no País.

Petrobras faz primeiro edital para contratar soluções ágeis

Demanda é voltada para Saúde, Segurança Operacional, Otimização e Automação de Processos. Piloto servirá para testar a estratégia de inovação aberta da companhia. Os novos modelos de compras públicas serão debatidos no 5X5 TecSummit, que acontecerá de 07 a 11 de dezembro.

5x5 TecSummit debate o prontuário único do DATASUS

O debate sobre os desafios do órgão responsável pela implementação da Saúde Digital no Brasil acontece com o diretor do Departamento de Informática do ministério da Saúde, Jacson de Barros, no dia 08 de dezembro.

Casa Civil assume o comando das políticas de inovação

Nova política - feita a partir do Decreto 10.534/20 - cria Câmara de Inovação, com 11 ministérios, e MCTI como "escritório de projetos". Promessa é que iniciativa privada será convidada a compor subcomitês específicos. 

FCA e TIM anunciam carro conectado no Brasil para primeiros meses de 2021

Os carros das marcas Fiat, Jeep e Ram virão com eSIM, chip virtual para acesso a Wi-Fi nativo a bordo com 4G. "O carro será um smartphone e um tablet", afirma o CIO da FCA, André Souza Ferreira.

Polícia Federal quer usar drones no combate aos crimes eleitorais.

Expectativa é que mais de 100 drones sejam usados para inibir e flagrar condutas ilegais na eleição deste ano.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G