Clicky

Algar Telecom vai ao CADE contra venda da Oi Móvel à TIM, Vivo e Claro

Convergência Digital* ... 29/12/2020 ... Convergência Digital

O Ministério Público Federal, junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) determinou, na terça-feira (22/12), a abertura de procedimento administrativo para apurar irregularidades concorrenciais na formação do consórcio que arrematou a unidade de telefonia móvel da Oi por R$ 16,5 bilhões, no último dia 14. O consórcio é formado pelas concorrentes Vivo, Claro e Tim.

Segundo portaria publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira, 23/12, o objeto do procedimento é "acompanhamento de eventuais impactos prejudiciais à concorrência advindos da antecipada aquisição, em leilão, dos ativos de telefonia móvel detidos pela empresa Oi, pelo consórcio formado pelas empresas Telefonica-Vivo, Tim e Claro". A portaria também cita o elevado grau de concentração do setor, que tem 95% do mercado sob controle das quatro empresas envolvidas.

A medida se baseia em representação da Algar Telecom, concorrente das integrantes do consórcio em diversos estados e quinta maior operadora do país, e em nota técnica do ex-conselheiro do Cade, Alessandro Octaviani. No documento, a subprocuradora-geral da República, Samantha Chantal Dobrowolski, menciona haver representação semelhante da empresa também na Superintendência-Geral do Cade desde novembro.

O próprio Cade pode interferir cautelarmente nos efeitos da arrematação. Em junho, riscos à concorrência levaram a Superintendência-Geral a pedir a suspensão da parceria entre Facebook e Cielo para operações de pagamento via WhatsApp. O Cade concedeu a medida cautelar no dia 23 de junho, revogada uma semana depois.

A subprocuradora Samantha Dobrowolski mandou oficiar ainda os Ministérios Públicos federal e estaduais de todo o país sobre a abertura do procedimento, a fim de que ajudem na apuração de suspeitas de irregularidades concorrenciais do consórcio vencedor.


Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Por casa conectada, Vivo negocia opção de ser acionista minoritária na CDF

A CDF é um marketplace de solulções de assistência residencial e tecnológica e que já é parceira na oferta do Vivo Guru. Os novos serviços serão lançados em breve, mas um deles será voltado para a instalação e  configuração de dispositivos inteligentes.

Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

“Existe uma portaria, mas os requisitos ainda não estão completamente claros”, afirma o diretor de cibersegurança da fabricante chinesa, Marcelo Motta.

Oi entra na briga pela fibra ótica em São Paulo

Companhia diz que os pilotos comercial e de rede estão acontecendo e o lançamento ao mercado será no segundo trimestre (abril a junho) para os mercados B2C e B2B. A Oi vai usar 5,2 mil Km de rede própria oriundas da compra da MetroRed e da Pegasus no passado.

Brasileiro retorna ao pré-pago e sonha com superaplicativo

O brasileiro diz que o pré-pago oferece maior flexibilidade de uso, de acordo com pesquisa global feita pela Ding. O estudo também mostra que os brasileiros querem um superaplicativo que combine mensagens instantâneas com mídia social, varejo e serviços.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G