Home - Convergência Digital

Vivo investe em redes 4G privativas para o mercado B2B

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 02/09/2019

A Vivo Empresas – segmento B2B da Telefônica Brasil – lançou a rede 4G privativa, construída especialmente para a necessidade do cliente. A solução é direcionada para empresas e indústrias com demandas de missão crítica que necessitam de cobertura dedicada, desempenho, segurança e confiabilidade para suportar seus negócios.

Uma rede privativa 4G aumenta taxas de tráfego de alto volume e reduz atrasos, ao mesmo tempo em que garante a qualidade do serviço, tornando possível a utilização de aplicações em internet das coisas – sinônimo da indústria 4.0.

A solução é essencial em atividades que precisam de conectividade com alta disponibilidade, mobilidade e segurança, como veículos autônomos em campos de mineração, telemedição de processos críticos na indústria de óleos e gás, automação de linhas de produção na indústria automobilística e controle de movimentação em grandes galpões logísticos.

O head de Internet das Coisas, Inovação e Big Data B2B da Vivo, Diego Aguiar, explica que  a transformação da indústria para o conceito 4.0 requer uma rede robusta, e nossa solução foi desenvolvida para suportar a internet das coisas em ambientes críticos. 

"Com a novo serviço, as empresas conseguem suprir importantes necessidades, como, por exemplo, alta segurança; mobilidade, com linhas de produção automatizadas ou robotizadas que atuam em grandes áreas onde a conectividade com fio não é uma opção; livre de interferências, com um espectro licenciado que não permite que outros serviços interfiram no ambiente de produção; conexões massivas, que permitem um alto volume de aplicações em internet das coisas com transmissão de dados e relatórios em tempo real, e conectividade fim-a-fim”, completa o executivo.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/09/2019
TIM dá mais franquia de dados para atrair clientes para o pré-pago

09/09/2019
Vivo quer carro conectado até para não cliente

09/09/2019
Na América Latina, 33% da população ainda não têm acesso ao celular

05/09/2019
Quatorze milhões de novos celulares 4G foram ativados desde janeiro

04/09/2019
Vivo fecha contrato de SD-WAN com franquia do McDonald's

03/09/2019
Bolsonaro recebe presidente global da Telefónica

02/09/2019
Vivo investe em redes 4G privativas para o mercado B2B

30/08/2019
Cobertura 4G rural: Vivo, Claro e TIM avançam. Oi, sem 700MHz, fica para trás

23/08/2019
América Latina tem menos de 20% de espectro disponível para novos serviços móveis

20/08/2019
Vivo coloca IA Aura para atender clientes pelo WhatsApp

Destaques
Destaques

América Latina tem menos de 20% de espectro disponível para novos serviços móveis

Mesmo o Brasil, que tem 609 MHz de espectro destinado aos serviços, fica bem abaixo dos 1960Mhz recomendados pela União Internacional das Telecomunicações (UIT) para 2020.

5G vai chegar a quase 60% da população em 2025

Tecnologia vai crescer muito mais rápido do que qualquer outra geração sem fio, revela estudo de megatências feito pela Huawei. O estudo também prevê que o volume anual de dados globais chegue a 180 ZB (1 ZB = 1 trilhão de GB).

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site