TELECOM

Rede da Oi registra tráfego de 4,27 terabytes na etapa mundial do circuito de surfe

Convergência Digital ... 24/06/2019 ... Convergência Digital

A Oi montou ampla estrutura para fornecer rede de telecom e TI para a etapa brasileira do circuito mundial de surfe, o Oi Rio Pro, em Saquarema, que terminou hoje com a vitória de Filipe Toledo. Em quatro dias do Oi Rio Pro, em Saquarema, no Rio de Janeiro, a Oi registrou um volume de tráfego de 4,27 Terabytes na rede montada no local. O volume equivale a 1.099.606 fotos de alta resolução, volume 20% maior que o número transmitido no ano passado, de 909.042 fotos (3,53 Terabytes). A Oi disponibilizou Wi-Fi para o público, totalizando 377.980 conexões, número 45% maior que o da etapa realizada em 2018, quando houve 260.500 conexões. Na praia, a estimativa foi de um público de 36 mil pessoas por dia, com pico no domingo, quando estiveram lá 43 mil pessoas.

 A companhia disponibilizou para a WSL, responsável pela etapa brasileira do circuito mundial de surfe, nas duas sedes do Oi Rio Pro (Praia de Itaúna e Barrinha), links de dados totalizando 2,2 Giga de capacidade – a mesma do evento de 2018– atendendo diferentes áreas, incluindo cabine de jurados e sala de imprensa. A Oi ainda disponibilizou o serviço Oi WiFi, gratuito ao público presente nos dias de competição.

Para oferecer toda a infra de telecom e TI ao Oi Rio Pro, a Oi mobilizou colaboradores de diversas áreas no planejamento e implantação dos serviços, um mês antes do início da competição, com o objetivo de garantir alta disponibilidade nos dois sites, durante todo período do evento. Todos os serviços (Dados, Oi WiFi e Móvel) foram suportados por 7 Km de cabos de fibra ótica próprios.

A cobertura da rede móvel (3G e 4G) foi reforçada com a instalação de antenas e equipamentos extras espalhados por toda a estrutura do evento. A companhia ofereceu internet wi-fi para a área dos atletas e área vip, bem como internet de alta velocidade para a WSL, e serviço de suporte ao usuário na sala de imprensa do evento, que incluiu links para demandas de internet, como transmissão de fotos e vídeos para todo o mundo. A rede da Oi operou com 100% de disponibilidade e foi ininterruptamente monitorada por técnicos a partir de salas de controle localizadas na sede do Oi Rio Pro e no Centro de Gerência de Serviços da companhia.

Foto: Autoria Rogério Santana, com Assessoria da Oi


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Dataprev contrata Claro por R$ 236 mil para ter fibra ótica no Rio de Janeiro

Contrato, publicado no Diário Oficial da União, prevê a interligação dos prédios do data center da estatal de TI no Rio de Janeiro à filial na mesma cidade, no bairro de Botafogo.

Autor da nova Lei das teles lidera entidade para brigar por banda larga

Ex-deputado Daniel Vilela vai presidir a Aliança Conecta Brasil F4, que nasce com apoio da Huawei, FiberX e da consultoria Teleco, mas quer novos associados. “Não existe economia digital sem infraestrutura”, afirma.

Consumidores: Banda larga é o serviço com menor satisfação, celular o melhor

Para a Anatel, como o padrão de consumo exige estar sempre online, percepção de qualidade é especialmente rigorosa com a conexão à internet.

Decreto da nova Lei de Telecom depende de acerto sobre renovação de frequências

“Entendemos que é melhor que a Lei também seja aplicada para os contratos vigentes e estamos tentando construir uma posição única de governo”, explica o secretário executivo do MCTIC, Julio Semeghini. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G