Home - Convergência Digital

Covid-19: 70% das empresas da indústria eletroeletrônica não reduziram pessoal

Convergência Digital* - 03/06/2020

Mesmo com o cenário adverso decorrente da pandemia de Covid-19, a maior parte das empresas da indústria eletroeletrônica está determinada a preservar os empregos, revela uma sondagem realizada pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), entre os dias 26 e 29 de maio. Segundo a pesquisa, 70% das empresas afirmaram que não houve redução em seus quadros de empregados no mês de maio, mesmo percentual verificado na pesquisa de abril.

Vale lembrar que, conforme a sondagem realizada no início de maio, 95% das entrevistadas indicaram a realização de ações com o objetivo de evitar ou reduzir demissões, tais como: teletrabalho (homeoffice); antecipação de férias individuais; acordos de redução de jornada de trabalho e salários; uso do banco de horas; utilização de linha de crédito para folha de pagamentos; entre outras.

A última pesquisa da Abinee também revela que 87% das entrevistadas estão adotando as medidas emergenciais anunciadas pelos governos municipal, estadual e federal), a fim de amenizar os impactos econômicos da Covid-19. A pesquisa constata, porém, que 68% das empresas projetam queda na produção em 2020 em relação a 2019. Outras 25% acreditam estabilidade e apenas 7% têm expectativa de crescimento na produção este ano. Conforme as entrevistadas, a produção neste ano deverá ficar 15% abaixo da verificada no ano passado.

Segundo o presidente da Abinee, Humberto Barbato, a perspectiva negativa em relação ao desempenho no ano reflete a situação atual, além das incertezas sobre como será o comportamento do consumidor quando o comércio voltar. "O consumidor sem segurança não vai trocar seu celular sem saber se vai ter seu emprego mantido", afirma.

De acordo com esse levantamento, 62% das empresas já apresentaram queda na produção em abril em relação a março de 2020, 32% verificaram estabilidade e apenas 6% das pesquisadas informaram crescimento na produção. Esses resultados demonstram os efeitos nocivos da pandemia da Covid-19, que impactou na atividade do setor durante o mês inteiro de abril, uma vez que o coronavírus chegou ao Brasil em meados de março.

Em maio, 41% das entrevistadas indicaram estabilidade, o que demonstra que o fraco resultado apontado em abril se repetiu no mês seguinte. Mesmo na comparação com a fraca base observada em abril, 38% das entrevistadas indicaram nova redução na produção em maio. As demais empresas (21%) apontaram incremento na produção em relação ao mês imediatamente anterior.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/07/2020
Venda digital aumentou 800% no Burguer King com Covid-19

13/07/2020
Receita: está na hora de voltar a acertar as contas com o governo

13/07/2020
Justiça manda Dataprev e Caixa mudarem sistema do Auxílio Emergencial

09/07/2020
Contadores processam Caixa por falhas no sistema do FGTS prorrogado

09/07/2020
Videoentrevistas gratuitas foram usadas em 501 processos seletivos em função da Covid-19

06/07/2020
IA Carol, da TOTVS, liderou força-tarefa por soluções no combate à Covid-19

01/07/2020
Covid-19: ativado o primeiro repositório de dados abertos do Brasil

30/06/2020
Tecnologia foi um dos setores que mais demandou contratação de temporários

29/06/2020
Apenas 15% das PMEs conseguiram crédito durante pandemia de Covid-19

29/06/2020
Autorregulação marca o retorno ao trabalho das empresas de TI em São Paulo

Cientista de dados vai muito além de um analista de BI

São os cientistas de dados que têm capacidade de levar milhares de variáveis em consideração para definir a melhor tomada de decisão, pontua Luiz Malere, gerente de customer advisor e inovação do SAS.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

Pesquisa do LinkedIn aponta que 68% dos brasileiros têm trabalhado de uma a quatro horas a mais por dia por conta de estarem em home office. Maior parte reclama de ansiedade e estresse. Maioria também reclama da ausência dos colegas de trabalho, mas 43% se sentem mais produtivos com o trabalho remoto.

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

TST: Teletrabalho tem de respeitar os contratos vigentes

Corte aponta, no entanto, que em situações emergenciais, como a atual crise da Covid-19, a adoção da jornada online temporária prescinde formalização, mas deve respeitar leis trabalhistas. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site