Covid-19: teles desligaram mais do que adicionaram clientes no mês de junho

Ana Paula Lobo* ... 03/08/2020 ... Convergência Digital

A Covid-19 impactou o mercado brasileiro de telefonia móvel. Em junho, segundo dados da Anatel, o segmento fechou com 225,14 milhões de linhas ativas, sendo que todas as teles desligaram mais clientes do que adicionaram a suas bases. Os dados são da Anatel. O número de desligamento de linhas ficou em 179.875 mil acessos.

No total, o saldo foi negativo em 179.875 linhas ativas desligadas. A TIM foi a empresa que mais desligou acessos, e fechou o mês com 246,87 mil usuários a menos que em maio. O mês de junho, manteve o market share nacional: Vivo em primeiro lugar, Claro na segunda posição, principalmente por conta dos clientes incorporados com a compra da Nextel, TIM e Oi.

O impacto da Covid-19 desacelerou a expansão do pós-pago, a menina dos olhos das teles e onde houve o maior investimento de atração. No pós-pago, que ficou com 49,3% do mercado, foram 111.053.438 milhões de linhas ativas. No pré-pago, que ficou com 50,7%, ficaram 114.095.871 milhões de acessos ativos. No pré-pago, todas as operadoras perderam linhas ativas. A TIM foi a que mais desligou, com 198 mil. Seguida da Vivo, com 135 mil, Claro, com 69 mil, e Oi com 48,6 mil.

De acordo com os dados da Anatel, a Vivo lidera no ranking dos clientes pré-pagos, com 31,29 milhões de clientes. Depois vem a TIM, com 30,7 milhões; a Claro, com 26,6 milhões; e a Oi, com 24,2 milhões.

*Com informações da Anatel


Internet Móvel 3G 4G
Aplicações são prioridade no laboratório 5G da NEC no Brasil

Com a meta de ser um orquestrador do 5G na sua volta à telefonia móvel, a NEC estrutura um laboratório, que começa a funcionar em janeiro de 2021, para fazer valer a validação das aplicações, conta o diretor da NEC, Roberto Murakami.

Carlos Baigorri toma posse no Conselho Diretor da Anatel

Em cerimônia no Ministério das Comunicações, o novo conselheiro afirmou que "a Anatel tem diversos desafios para o ano que vem, como o leilão de 5G, e temos que garantir que a conectividade chegar a todos rincões do País, com qualidade e a preços acessíveis à população para que todos os brasileiros possam exercer a sua cidadania”.

Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

Segundo a presidente da entidade, Vivien Suruagy, caso o Congresso não derrube o veto de Bolsonaro à medida, haverá um "apagão de tecnologia" no país.

STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

Multa estipulada foi de R$ 3 milhões, por conta da não venda de cartões indutivos de 20 unidades. Condenação da operadora foi mantida pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Oi entra na disputa do mercado de marketplaces para consolidar marca de consumo

Plataforma OiPlace chega ao mercado com mais de 3 mil produtos. Tele também incluiu canal ao vivo no Oi Play, a partir da mudança da regra de conteúdo na Internet pela Anatel.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G