Home - Convergência Digital

Governo investe R$ 22 milhões para capacitar novos programadores no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 06/12/2019

O Brasil corre um sério risco de não participar da disputa pelo próspero mercado de aplicações móveis. Estimado hoje em US$ 100 bilhões e crescendo a uma taxa anual de aproximadamente 14%*, ele demanda não apenas uma comunidade de desenvolvedores numerosa, mas capacitada. Segundo dados de um levantamento realizado pela unidade de inteligência, estudos e pesquisas da Softex, o déficit de profissionais de TI no país deverá superar 408 mil em 2022, ocasionando uma perda de receita de R$ 167 bilhões para o setor no período de 2010 a 2020.

Para atenuar essa realidade, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) anuncia o lançamento do Programa de Capacitação Empreendedora. Com gestão da Softex, ele contará com a participação de oito instituições que cobrem nove regiões metropolitanas, concentram 29% da população e respondem por 47% do PIB do país.

O Programa de Capacitação Empreendedora, a ser realizado a partir do início de 2020, contará com recursos da ordem de R$ 22 milhões e tem por objetivo capacitar novos desenvolvedores, gerar empregos qualificados e impactar mais de 10 mil pessoas. O material didático será disponibilizado via internet (EAD) e, semanalmente, os alunos participarão de sessões presenciais em laboratórios próprios e também móveis para que possam perceber na prática os desafios e as oportunidades do mundo 4.0.

A iniciativa contempla a realização de três ações distintas: capacitação tecnológica de jovens; desenvolvimento de pesquisa, capacitação e incentivo ao empreendedorismo; pesquisa e desenvolvimento para a popularização de aplicações móveis.

"Queremos converter oportunidade e desafio em qualidade de vida para a sociedade, com a aplicação de tecnologias disruptivas como Internet das Coisas (IoT), edge computing, blockchain e Indústria 4.0, que surgem para transformar o país e gerar conhecimento científico e técnico que podem ser aproveitados em carreiras como as de TI, por exemplo.  Novas tecnologias, dispositivos e áreas de aplicação com foco em aplicações móveis podem mover recursos e políticas públicas para solucionar problemas globais e ajudar as empresas a diminuir o "gap" entre o mercado e os profissionais qualificados que atuarão nestes setores estratégicos", destaca Marcos Pontes, Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Paulo Alvim, secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, lembra que desde o início do ano o Governo tem trabalhado em um conjunto de iniciativas com o intuito de proporcionar um ambiente mais favorável para quem quer empreender no Brasil por meio de legislação e instrumentos de apoio. "A capacitação é uma parte fundamental desse processo. Nós precisamos de mais gente trabalhando com a área de TI, desenvolvedores, profissionais qualificados e com condições de empreender nesse mercado tão promissor de aplicações móveis", avalia.

Além da formação técnica, os participantes receberão capacitação em empreendedorismo e intraempreendedorismo e serão incentivados a empreender seja atuando nas empresas ou criando startups para propor soluções para desafios que são identificados em organizações parceiras ou apoiadoras."As ações do Programa não apenas contribuirão diretamente para a formação de milhares de novos profissionais, universitários e técnicos de alto nível distribuídos por todas as regiões do Brasil, mas também para o fortalecimento e para o aumento da densidade de empresas nacionais de base tecnológica", avalia Ruben Delgado, presidente da Softex.

As oito instituições que participarão do Programa de Capacitação Empreendedora são: Instituto Presbiteriano Mackenzie (São Paulo), Senac (São Paulo), Pontifícia Universidade Católica, unidades Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul; União Brasileira de Educação Católica (Brasília), Instituto de Pesquisas Eldorado (Campinas) e Associação pela Excelência do Software de Campinas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/01/2020
TIM Tec oferece 30 cursos online gratuitos voltados para TICs

06/01/2020
Singularity University realiza primeiro programa para líderes no Brasil

18/12/2019
95% dos executivos querem funcionários com habilidades digitais

06/12/2019
Governo investe R$ 22 milhões para capacitar novos programadores no Brasil

05/12/2019
No Rio, apenas 21% das empresas adotam o teletrabalho

04/12/2019
Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

05/11/2019
Empresa de Blumenau vence prêmio no LinkedIn Talent Awards

25/10/2019
Analista de Internet das Coisas: um profissional em construção

16/10/2019
Santander oferece 240 bolsas integrais para formar profissionais em programação

07/10/2019
Plataforma online oferece curso de inglês gratuito para TI

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Como demonstra o professor e pesquisador Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, especificação boa ou ruim pode triplicar a produtividade ou aumentar em até 50% os custos. O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países.

Negócios na nuvem vão gerar 491 mil empregos diretos no Brasil até 2024

A batizada, 'economia Salesforce', formada pelo ecossistema de parceiros e clientes da companhia, vai gerar nos próximos seis anos, 780 mil empregos indiretos e uma receita de R$ 247 bilhões em novos negócios. Transformação digital será responsável por 50% dos gastos com software e computação em nuvem.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site