Clicky

Depois de Anatel atropelar Lei do SeAC, Minicom cria grupo para rever legislação

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/11/2020 ... Convergência Digital

Nove meses depois de a Anatel, por maioria, interpretar que a Lei da TV paga não se aplica a empresas estrangeiras, o Ministério das Comunicações formalizou a criação de um grupo de trabalho – formado por representantes da pasta e da agência – para propor mudanças na Lei 12.485/11. 

Em que pese a controversa interpretação da Lei do Seac aprovada pela agência em fevereiro deste 2020, a Portaria 1.277/20 do Minicom é reveladora na genuflexão do governo ao interesse de um organismo internacional do qual o Brasil sequer é integrante, pois sustenta que as mudanças devem ser orientadas pela opinião emitida pela OCDE em relatório datado de 26 de outubro último – ignorando completamente manifestação feita pela Anatel na mesma direção, mais de um ano antes, ainda em abril de 2019. 

Diz a portaria que “o Grupo deverá apresentar proposta de atualização do marco jurídico-regulatório referente aos mercados de produção, programação, empacotamento e distribuição de conteúdo audiovisual, tendo por base as recomendações propostas pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico em sua Revisão de Telecomunicações e Radiodifusão no Brasil”.

O GT da TV paga será formado por integrantes das secretarias de Telecomunicações, que o presidirá; Executiva e de Radiodifusão, além da consultoria jurídica da pasta e da Anatel. Em princípio, o grupo terá 90 dias para apresentar a conclusão dos trabalhos. 


Internet Móvel 3G 4G
América Latina se divide sobre uso de ondas milimétricas

Debate com representantes do México, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Argentina e Brasil mostrou que bandas altas no 5G, como 26 GHz, está longe de unanimidade na região.  Colômbia, que prevê leilão 5G no final do ano, não planeja vender a faixa de 26GHz.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Por casa conectada, Vivo negocia opção de ser acionista minoritária na CDF

A CDF é um marketplace de solulções de assistência residencial e tecnológica e que já é parceira na oferta do Vivo Guru. Os novos serviços serão lançados em breve, mas um deles será voltado para a instalação e  configuração de dispositivos inteligentes.

Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

“Existe uma portaria, mas os requisitos ainda não estão completamente claros”, afirma o diretor de cibersegurança da fabricante chinesa, Marcelo Motta.

Oi entra na briga pela fibra ótica em São Paulo

Companhia diz que os pilotos comercial e de rede estão acontecendo e o lançamento ao mercado será no segundo trimestre (abril a junho) para os mercados B2C e B2B. A Oi vai usar 5,2 mil Km de rede própria oriundas da compra da MetroRed e da Pegasus no passado.

Brasileiro retorna ao pré-pago e sonha com superaplicativo

O brasileiro diz que o pré-pago oferece maior flexibilidade de uso, de acordo com pesquisa global feita pela Ding. O estudo também mostra que os brasileiros querem um superaplicativo que combine mensagens instantâneas com mídia social, varejo e serviços.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G