Home - Convergência Digital

Anatel terá app para comparação de preços, mas ele só fica pronto em 2020

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 07/02/2019

A Anatel aprovou nesta quinta-feira, 7/2, a criação de um grupo de trabalho para acompanhar, padronizar e atualizar o aplicativo móvel de comparação de preços de serviços de telecomunicações. Uma versão de testes desse app foi lançada no fim de julho de 2018, mas a agência calcula que serão necessários ainda 10 meses para a versão definitiva ser disponibilizada.

“A ideia é comparar ofertas de serviços ou combos, com o objetivo de empoderar o consumidor e garantir transparência”, afirmou o conselheiro Moisés Moreira, relator da criação do Grupo de Gestão do Aplicativo Anatel Comparador. Esse grupo será formado obrigatoriamente por representantes da própria agência e das principais teles móveis. Mas podem também participar, voluntariamente, pequenas prestadoras, entidades e órgãos de defesa dos consumidores indicados pelo Comitê de Usuários.

Além da interação constante com as empresas, o grupo deve definir aspectos técnicos, a própria interface do app e padronizar os dados que serão disponibilizados. O grupo também terá função de dirimir conflitos – mas caso não haja consenso, as superintendências de Competição, Relação com os Consumidores e de Gestão da Informação é que decidirão.

A proposta de um aplicativo que compare os preços das operadoras data, pelo menos, desde 2015. quando a agência conseguiu aprovar o projeto e garantir os recursos para viabilizá-lo. Curiosamente, a agência não conseguiu usar os fundos ligados à telecomunicação – o app foi financiado pelo Fundo de Direitos Difusos.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/06/2019
Governo faz consulta pública sobre unificação de aplicativos do gov.br

13/06/2019
Anatel quer BNDES como agente financeiro para usar FUST na expansão da banda larga

07/06/2019
Anatel aplicou R$ 1 bilhão de multas em 2018, mas arrecadou R$ 140 milhões

04/06/2019
Mais dois desenvolvedores de apps acusam Apple de conduta anticoncorrencial

31/05/2019
Acessos acima de 34Mbps já são 30,6% da banda larga fixa no Brasil

29/05/2019
Anatel lacra 7 mil cabos conectados e 5 mil conectores de fibra em Itapevi, São Paulo

27/05/2019
Uso de smartphones para pesquisar passagens aéreas cresce 130%

24/05/2019
Anatel rejeita TAC da Claro para troca de R$ 345 milhões em multas

23/05/2019
Anatel permite satélite em área rural, mas vai tomar de volta faixa de 450 MHz

22/05/2019
Leilão do 5G inclui quatro faixas e será o maior da história da Anatel

Destaques
Destaques

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site