Home - Convergência Digital

Brasil fica em último lugar em ranking de uso para carros autônomos

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 17/05/2019

O Brasil é o país menos preparado para a utilização de veículos autônomos dentre os 25 analisados no "Índice de Prontidão para o Uso de Veículos Autônomos 2019" (2019 Autonomous Vehicles Readiness Index, em inglês), da KPMG. Em relação a 2018, situação brasileira piorou já que caiu da 17ª para a 25ª e última posição.

"O desempenho brasileiro poderia ser impulsionado por novos programas de incentivo para veículos focados em eficiência, segurança e pesquisa. Fomos superados por Rússia, México e Índia, mas existe espaço para otimismo, existem alguns projetos de pesquisa e desenvolvido em andamento nas universidade e, caso o governo consiga dar os incentivos adequados e os fabricantes consigam colocar produtos com preços competitivos, o consumidor brasileiro tende a adotar novas tecnologias rapidamente", afirma Mauricio Endo, sócio-líder de Governo e Infraestrutura da KPMG no Brasil e na América Latina.

Os resultados revelam que vários países estão fazendo rápidos progressos para um futuro com veículos autônomos e que há governos focados em estimular a modernização do transporte e assegurar que os carros e caminhões sem motoristas tragam benefícios significativos o quanto antes para as suas comunidades.

Elaborado com o propósito de verificar a prontidão e a receptividade em vários países, o índice teve como base a dimensão e o progresso econômico na adoção de veículos autônomos. Foram utilizados quatro critérios para avaliar a prontidão dos países: política e legislação; tecnologia e inovação; infraestrutura; e aceitação do consumidor. O ranking é liderado pela Holanda, com Singapura e Noruega, completando as três primeiras colocações.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/06/2019
Investidor-anjo tem o direito de exigir prestação de contas de startup

05/06/2019
BTG Pactual busca startups de big data e machine learning

05/06/2019
Com novo aporte de US$ 150 milhões, Loggi é o mais novo unicórnio brasileiro

28/05/2019
Governo prepara tratamento diferenciado para startups

17/05/2019
Brasil fica em último lugar em ranking de uso para carros autônomos

13/05/2019
Brasil tem parcela em reconhecimento facial usado pelo 99 para motoristas

08/05/2019
Edital busca empresas para apoiarem startups em projetos de R$ 200 mil

30/04/2019
Smartphones puxam demanda global por carregadores sem fio

17/04/2019
Ministério da Economia seleciona 105 startups para aceleração

16/04/2019
Brechas legais para reconhecimento facial exigem autoridade de dados forte

Destaques
Destaques

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site