Home - Convergência Digital

Sem Fistel, internet das coisas pode criar 7 milhões de empregos em cinco anos

Convergência Digital - 24/08/2020

Um estudo da Arquia, operadora do grupo Datora, aponta que a desoneração do Fistel na conectividade da internet das coisas tem o potencial de criar mais de 7 milhões de novos empregos, de 4 milhões para 11,4 milhões, e elevar as receitas dos atuais R$ 54 bilhões para R$ 100 bilhões. E com aumento de R$ 6 bilhões na arrecadação de impostos. 

De acordo com o instituto Global Data, o Brasil encerrou 2019 com 25,2 milhões de conexões M2M, o que representa 3,77% do total de conexões no mundo. Tal volume faz o país ocupar a quinta posição no mundo em número de conexões M2M usadas para soluções de Internet das Coisas, ficando atrás de China, Estados Unidos, Alemanha e Rússia.

Apesar da boa colocação no volume de conexões M2M, sob o ponto de vista de índice de conexões M2M por habitante, o estudo mostra que o Brasil ainda precisa evoluir. O país encerrou 2019 com um índice de 0,12 e projeta para 2024 chegar a 0,22. A França, que ocupa a sétima colocação em volume de conexões, apresentou um índice de conexões por habitante em 2019 de 0,31, com expectativa de atingir 0,45 em 2024. Outro exemplo é o Japão que encerrou 2019 com índice de conexões por habitante de 0,19 e projeta atingir 0,32 em 2024.

Ainda segundo o instituto Global Data, em termos de receita gerada a partir de conectividade no cenário pré-covid, estima-se que o Brasil atinja US$ 194 milhões, o que o coloca na sétima posição no ranking mundial, atrás de Japão, China, Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e Rússia. Para 2024, a projeção da geração de receita a partir da conectividade para o Brasil é de R$ 334 milhões.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

27/10/2020
Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

26/10/2020
Para OCDE, tributação é gargalo de telecom no Brasil

23/10/2020
Proteja os seus dispositivos IoT. A LGPD chegou e pode pesar no bolso

20/10/2020
Governo dá ultimato para isenção de imposto para Internet das Coisas

16/10/2020
Empresa nacional de IoT recebe aporte da KPTL e da Wayra

14/10/2020
Carrier elege AWS e une nuvem, IoT e coleta de dados

13/10/2020
Empresas do Simples ficam fora de esforço de regularização de dívida com a União

13/10/2020
Por mais vigilância, governos planejam gastar US$ 15 bilhões em IoT ainda em 2020

06/10/2020
TIM cria marketplace para Internet das Coisas no Brasil

30/09/2020
Sem acordo, Governo consegue adiar votação da retirada dos vetos à desoneração da folha

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A democratização do 5G e os desafios para as PPPs

Por Lincoln Oliveira*

Para evitar um provável cenário em que apenas as grandes empresas possam trabalhar com a nova tecnologia, será fundamental contar com os serviços das prestadoras de pequeno porte a fim de expandir o acesso à internet de alta qualidade a todas as regiões do país.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site