Home - Convergência Digital

Trabalhadores em TI querem 6,48% de aumento em São Paulo

Convergência Digital* - 21/01/2020

A primeira tentativa de negociação coletiva entre trabalhadores e empresas de TI de São Paulo terminou sem acordo, segundo informa o Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo, Sindpd, que reivindica 6,48% de reajuste em todas as cláusulas.

O sindicato deixou a reunião na sexta, 17/1, com o Seprosp, que representa as empresas de TI em São Paulo, por discordar das premissas exigidas pela representação patronal, notadamente que o sindicato abrisse mão das cláusulas relativas à contribuição sindical. 

“Todos os anos é a mesma coisa, os empresários tentam subjugar o sindicato a aceitar o corte de direitos e um aumento irrisório. No ano passado eles enrolaram o ano inteiro e só conseguimos resolver a questão na Justiça, fato que nos impediu de iniciar um processo de negociação direto com as empresas. Esse ano será diferente. “É melhor discutir diretamente com as empresas", afirmou o presidente do Sindpd, Antonio Neto.

O Sindpd-SP notificou grandes empresas do setor e as denunciou ao Ministério Público do Trabalho por práticas antissindicais. Prodesp, Totvs, BRQ, Tivit, Qintess (Resource), Nalba Technology e Hash Lab distribuíram circular para todos os funcionários com o objetivo de induzir os trabalhadores a não contribuírem com o sindicato, fato que fere a lei.

O Sindpd encaminhará para todas as empresas de São Paulo na semana que vem uma circular anunciando o início das negociações individuais, tendo por base a pauta aprovada nas assembleias de dezembro. Além disso, discutirá estratégias distintas para mobilizar e organizar os trabalhadores das empresas.

* Com informações do Sindpd-SP

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/01/2020
Trabalhadores em TI querem 6,48% de aumento em São Paulo

11/01/2017
Trabalhadores rejeitam reajuste salarial de 3,5% oferecido pelos patrões em São Paulo

08/01/2016
Reajuste salarial: primeira rodada de negociações não avança em São Paulo

Cientista de dados: seja investigativo, analítico e curioso

Não há um perfil delimitado para o cientista de dados, o que significa que ele pode ser um 'profissional mais rodado e experiente' ou uim jovem recém-saído das universidades. Mas há um ponto essencial: a multidisciplinaridade, aponta o professor e especialista em ciência de dados do Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação (IGTI), João Carlos Barbosa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro sem aposentadoria – qual a saída?

Por luis Macedo*

O futuro financeiro nunca foi tão incerto. A aposentadoria "oficial", pelo INSS, fica cada vez mais distante para muitas pessoas, especialmente porque o mundo do trabalho mudou. Uma alternativa para uma parcela significativa da população que não tem carteira assinada são os fundos de previdência. O problema, no entanto, é a infinidade de fundos que existem.

Destaques
Destaques

Um em cada cinco servidores públicos será substituído por robô no Brasil

A Escola Nacional de Administração Pública estima que, por conta da Transformação Digital, a automação deverá substituir cerca de 100 mil postos de trabalho no Serviço Público Federal nos próximos cinco a 10 anos, sendo que a metade deles terá menos de 50 anos.

Acordo trabalhista em Goiás será pago em Bitcoins

Em conciliação realizada pelo TRT de Goiás, empresa de mineração aceitou o pagamento no valor de R$350 mil convertidos na moeda eletrônica. 

Teletrabalho: Novo PL quer acordo prévio para custos com Internet e PCs

Iniciativa também não permite que o tempo de uso dos aplicativos, como o WhatsApp, fora da jornada normal, seja um regime de prontidão. Projeto tem regras distintas da IN 65 do Governo Bolsonaro para os servidores públicos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site