Nextel é oficialmente da Claro no Brasil

Ana Paula Lobo* ... 19/12/2019 ... Convergência Digital

A empresa norte-americana NII Holdings avisou a conclusão da venda de seu único ativo no País, a Nextel, para a América Móvil, dona da Claro Brasil. A aquisição foi acertada em março, pelo valor total, incluindo a dívida, de US$ 948,5 milhões, e já recebeu a aprovação dos órgãos reguladores no Brasil - Anatel e o CADE. Descontado o endividamento da Nextel, a Claro pagou o valor líquido de US$ 456,9 milhões para a NII, equivalente, pelo câmbio atual, a R$ 1,85 bilhão. As empresas afirmam, no entanto, que o valor ainda pode ser alterado nos próximos 45 dias, para ajustes, a pedido da América Móvil.

A Nextel era controlada pela NII Holdings, que tinha como sócia a empresa escandinava Access, aqui registrada como AI Brazil. Esta detinha 27,55% de participação na Nextel, que comprou por US$ 50 milhões em 2017. Agora, vai receber US$ 127,7 milhões com a entrega de sua fatia. A aquisição encerra um ciclo de uma empresa que teve uma trajetória acidentada da marca Nextel no Brasil. A empresa, da NII Holdings desembarcou no Brasil em 1997, com a privatização do setor. Começou com os serviços de trunking, baseado na tecnologia iDEN, da Motorola, que eram os usados antes da massificação do SMS.

A NII Holdings tinha planos para o País, mas com atuação apenas no Rio e em São Paulo e com a rede voltada para trunking - que padeceu com a descontinuidade dos investimentos da Motorola no serviço - a Nextel nunca conseguiu evoluir como desejava. Até tentou com a entrada em operação do 3G e acordos de compartilhamento com a Vivo. Mas a norte-americana NII Holdings não soube entender o mercado latino-americano; enfrentou turbulências, começou a vender ativos na região e resistiu até onde pode com o Brasil. Só que a exigência de rede impôs a realidade à Nextel: a venda se fez obrigatória.




Internet Móvel 3G 4G
Aplicações são prioridade no laboratório 5G da NEC no Brasil

Com a meta de ser um orquestrador do 5G na sua volta à telefonia móvel, a NEC estrutura um laboratório, que começa a funcionar em janeiro de 2021, para fazer valer a validação das aplicações, conta o diretor da NEC, Roberto Murakami.

Carlos Baigorri toma posse no Conselho Diretor da Anatel

Em cerimônia no Ministério das Comunicações, o novo conselheiro afirmou que "a Anatel tem diversos desafios para o ano que vem, como o leilão de 5G, e temos que garantir que a conectividade chegar a todos rincões do País, com qualidade e a preços acessíveis à população para que todos os brasileiros possam exercer a sua cidadania”.

Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

Segundo a presidente da entidade, Vivien Suruagy, caso o Congresso não derrube o veto de Bolsonaro à medida, haverá um "apagão de tecnologia" no país.

STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

Multa estipulada foi de R$ 3 milhões, por conta da não venda de cartões indutivos de 20 unidades. Condenação da operadora foi mantida pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Oi entra na disputa do mercado de marketplaces para consolidar marca de consumo

Plataforma OiPlace chega ao mercado com mais de 3 mil produtos. Tele também incluiu canal ao vivo no Oi Play, a partir da mudança da regra de conteúdo na Internet pela Anatel.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G