TELECOM

Sistema de alertas na TV paga chega a Rio de Janeiro, Minas e Espírito Santo

Convergência Digital ... 23/09/2019 ... Convergência Digital

A partir desta segunda, 23/9, clientes de TV por Assinatura dos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Alagoas passam a contar com serviço de alertas de desastres em sua programação. As mensagens vão informar a população de desastres como alagamentos, enxurradas, deslizamentos de terra, vendavais, chuvas de granizo. 

O projeto é coordenado pela Anatel em conjunto com as prestadoras de TV por Assinatura e os órgãos vinculados à Defesa Civil, representados pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad). O envio dos alertas e o seu conteúdo são de gestão do Cenad e da Defesa Civil dos estados e municípios. 

O recurso já está disponível aos assinantes das empresas Claro (NET), Vivo, Oi, Sky e NossaTV, nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul e até o final do ano estará implantado em todo o país. Ele chega a São Paulo em 21/10, aos estados do Centro Oeste e Norte em 18/11, e aos estados do Nordeste em 16/12. 

O cliente de TV por Assinatura receberá a mensagem de alerta em formato de um pop-up (imagem sobreposta à tela) com tempo de exposição de 10 segundos, com opção de o assinante fechar o pop-up se desejar. Não será necessário cadastro por parte dos assinantes indicando interesse em receber as notificações de emergência pela TV paga, nem é possível bloquear o recebimento das mensagens. 

A notificação de desastres naturais, via TV por Assinatura, é complementar ao encaminhamento de alertas por mensagem de texto (SMS), para as ocorrências mais graves. O projeto de nacionalização do envio de alertas de emergência via SMS foi concluído em 2017. Ao total, foram disparadas mais de 700 milhões de mensagens para 6,7 milhões de clientes da telefonia móvel de todo o País, entre fevereiro de 2017 e agosto de 2019.   


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Abranet: Revisão do marco de telecom tem que abrir espaço para voz no SCM

Entidade diz que a revisão do marco legal de telecom exige uma avaliação do mercado de telefonia no Brasil, com ajustes regulatórios capazes de abrir o segmento aos prestadores de SCM, com recursos de numeração e sistemas de áreas de tarifação nos moldes da telefonia celular.

O B2B será a 'aplicação matadora' do começo do 5G

Operadoras assumem os testes e o desenvolvimento de aplicações direcionadas ao mercado coroporativo, mesmo com a visão da ampliação de velocidade da banda larga associada à nova tecnologia móvel. Fibra ótica ganha lugar estratégico na disputa por um lugar no segmento.

Anatel vai licitar posições de satélite, mas muda termos para atender Claro e Hispamar

Proposta de leilão de 15 posições orbitais entrará em consulta pública por 20 dias. Mas como aumentou o prazo das atuais licenças dessas empresas, foi preciso alterar o edital. 

Orquestração de rede 5G é prioridade da Ciena

Fabricante descarta uma produção local no curto prazo, mas se surgirem oportunidades, a avaliação será feita, conta o gerente geral da Ciena no Brasil, Fernando Capella.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G