Home - Convergência Digital

Procon/SP: Google e Apple respondem solidariamente por falta de informações do FaceApp

Da redação - 25/07/2019

O Procon de São Paulo considera que Google e Apple respondem solidariamente pela falta de informações do aplicativo FaceApp, que envelhece fotos. No dia 19 de julho, as empresas foram notificadas para explicar a finalidade da coleta e armazenamento de dados dos usuários.

Em resposta, as empresas afirmaram que não são desenvolvedoras e apenas disponibilizam a plataforma para distribuição de aplicativos para os usuários. Explicaram ainda que os desenvolvedores devem concordar em proteger a privacidade dos usuários. O aplicativo FaceApp não respondeu.

O Procon aponta que nas lojas App Store e Google Play é possível consultar a política de privacidade do aplicativo, porém as permissões não estão disponíveis em língua portuguesa. O Código de Defesa do Consumidor prevê a responsabilidade solidária dos fornecedores na disponibilização dos produtos e serviços no mercado de consumo, ainda que pela ausência de informações.

De acordo com o Procon, uma equipe de fiscalização conduzirá uma apuração mais aprofundada e adotará medidas e sanções com base no Código de Defesa do Consumidor.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/08/2020
TikTok e WeChat decidem enfrentar o governo de Donald Trump

05/08/2020
Infobip e GSMA para oferecer proteção à identidade digital

05/08/2020
Itaú abriu cerca de 1 milhão de contas pelo app no 1º semestre

03/08/2020
"TikTok é vítima inocente da loucura da política e da geopolítica"

31/07/2020
Trump 'ordena' a venda do TikTok. Microsoft aparece como interessada

31/07/2020
Coronavírus SUS vai rastrear contatos de infectados com covid-19

28/07/2020
Covid-19 triplicou uso de serviços públicos digitais

22/07/2020
Samsung inicia fabricação de smartwatches em Manaus

20/07/2020
Serpro vai contratar empresa para análise de 45 aplicativos móveis

16/07/2020
Giro Pronampe quadruplicou demanda de TI do Itaú Unibanco Empresas

Destaques
Destaques

Edital do 5G vai ao mercado com ou sem venda da Oi Móvel

"Não vou submeter um processo de política pública, como é o edital 5G, a uma fusão e aquisição", afirmou o presidente da Anatel, Leonardo de Morais.

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site