GOVERNO » Compras Governamentais

Covid-19 adia participação simplificada de estrangeiros em licitações

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/05/2020 ... Convergência Digital

Com diversas alterações normativas no sistema de compras públicas por conta da pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Economia adiou a adoção do sistema simplificado para participação de empresas estrangeiras em processos de licitação do governo federal. 

Prevista para entrar em vigor na segunda, 11/5, a dispensa de CPF ou CNPJ para cadastro de fornecedores internacionais no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf) foi empurrada para vigorar a partir de 1º de agosto. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta, 13/5. 

A dispensa, segundo estima a Secretaria de Gestão do ME, devera atingir praticamente todos os processos de compras públicas do Executivo Federal, inclusive no caso de bens e serviços comuns, que são realizadas via pregão eletrônico, e também obras licitadas pelo Regime Diferenciado de Contratações (RDC) eletrônico. 

O adiamento da dispensa, no entanto, é fruto da contingência. Com as recentes alterações em normas relacionadas a compras públicas, como aquisições de emergência e dispensas de licitação, previstas nas Medidas Provisórias 926, 951 e 961, a implementação dessas novas regras foi priorizada. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Serviços digitalizados evitaram 65 milhões de visitas a órgãos públicos

A conta é da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que considera atos inteiramente online anteriormente realizados somente com presença física do requerente. 

Suspeita de fraude faz Caixa bloquear 1,3 milhão de CPFs no Auxílio Emergencial

Total de contas bloqueadas responde por cerca de 5% dos pedidos aprovados. Para reativar o benefício, o dono da conta bloqueada terá de ir pessoalmente a uma agência e provar a sua identidade.

ABES: Software cobra transparência do ministério da Economia

Para o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Software, Rodolfo Fücher, o veto à prorrogação da desoneração da folha chega em um momento onde a inadimplência aumenta e da falta de crédito.País caiu para 10º no ranking mundial de software.

Bolsonaro surpreende e veta prorrogação da desoneração da folha

Ao sancionar a Lei 14.020/20, presidente descartou manter o benefício até o fim de 2021 para 17 setores, inclusive TI e cal center. “Dispositivos acabam por acarretar renúncia de receita”, anotou na mensagem de veto.

Governo segue com privatização de Serpro, Dataprev e Telebras para 2021

O secretário de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que não há mudança de planos do governo Bolsonaro, mesmo com o papel desempenhado pelas estatais de TI na pandemia, e está mantido o plano de vender 12 estatais no ano que vem.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G