Clicky

GOVERNO » Compras Governamentais

Covid-19 adia participação simplificada de estrangeiros em licitações

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/05/2020 ... Convergência Digital

Com diversas alterações normativas no sistema de compras públicas por conta da pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Economia adiou a adoção do sistema simplificado para participação de empresas estrangeiras em processos de licitação do governo federal. 

Prevista para entrar em vigor na segunda, 11/5, a dispensa de CPF ou CNPJ para cadastro de fornecedores internacionais no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf) foi empurrada para vigorar a partir de 1º de agosto. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta, 13/5. 

A dispensa, segundo estima a Secretaria de Gestão do ME, devera atingir praticamente todos os processos de compras públicas do Executivo Federal, inclusive no caso de bens e serviços comuns, que são realizadas via pregão eletrônico, e também obras licitadas pelo Regime Diferenciado de Contratações (RDC) eletrônico. 

O adiamento da dispensa, no entanto, é fruto da contingência. Com as recentes alterações em normas relacionadas a compras públicas, como aquisições de emergência e dispensas de licitação, previstas nas Medidas Provisórias 926, 951 e 961, a implementação dessas novas regras foi priorizada. 


LGPD: cidadão vai controlar dados pessoais pelo portal Gov.br

Promessa é secretário de governo digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. Plataforma permitirá ao cidadão revogar autorizações, ou reclamar à CGU.

Economia será o 'tinder' do financiamento para evitar desperdício no governo digital

“Não faz sentido um estado investir em uma identidade digital se já temos uma no governo, ou dois municípios gastarem com plataforma de gestão de tributo local”, explica o secretário Luis Felipe Monteiro.

Estados e municípios vão ficar com US$ 1 bilhão do BID para digitalização

Ao Convergência Digital, o secretário de governo digital, Luis Felipe Monteiro, assegura: “Impacto na economia vai chegar a R$ 100 bilhões."

Deputados aprovam urgência para o PL de privatização dos Correios

União teria a obrigação de  prover o serviço postal universal, que inclui encomendas simples, cartas e telegramas. Todos os outros produtos poderão, se o PL 591/21 for de fato aprovado no Congresso Nacional, serem repassados à iniciativa privada.

Ministério da Justiça exige cadastro de redes sociais no Consumidor.gov.br

Nova portaria da Secretaria Nacional do Consumidor amplia o rol de empresas que devem fazer parte do portal de mediação online de atendimento aos consumidores. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G