Clicky

Convergência Digital - Home

DRIC cria software bidimensional para armazenamento de dados

Convergência Digital
Convergência Digital - 07/05/2021

A DRIC, startup de inovação tecnolólgica e desenvolvedra de um software baseado em código bidimensional para transmissão, preservação, armazenamento e privacidade de dados, recebeu um aporte de US$ 3,5 milhões de um grupo internacional, composto por empresários e a FJLabs, tendo Alec Oxenford (cofundador do Arremate.com, da OLX e da Letgo) como um dos investidores principais, além de sócio e membro do conselho na DRIC, e Marco Scabia, sócio e Country Manager da DRIC nos Estados Unidos.

“Com este investimento, a DRIC amplia sua capacidade de P&D, reforça sua futura linha de negócios e potencializa sua atuação em diversos mercados em nível mundial, com especial ênfase, nos mercados do Brasil, Europa e EUA”, afirma Ricardo Fioravante, CEO e Fundador da DRIC.

De acordo com a Seagate, fabricante norte-americano de discos rígidos, a esfera de dados global será de 175 zettabytes até 2025, uma taxa de crescimento de mais de 350% comparada ao consumo de 2019. A tecnologia desenvolvida pela DRIC chega no mercado para avançar no armazenamento, na transmissão e acesso de dados a partir de um novo conceito de código bidimensional.

“O nosso propósito é tornar o armazenamento e a transmissão de dados extremamente mais acessíveis e mais rápidos. Criamos uma tecnologia única no mundo que melhora a performance e disponibilidade de arquivos em até 50 vezes, capacidade comprovada em testes com uma extensa gama de arquivos variados em tipos e tamanhos. Além disso, a solução da DRIC é rápida, com privacidade nativa (criptografada) e versátil, permitindo o acesso online completo. A nossa tecnologia também prevê no futuro o armazenamento e acesso sem precedentes de grandes quantidades de dados por meio de papel, vidro, filme ou qualquer outra superfície imprimível, como objeto de evolução de nossa P&D”, explica Rafael Freijanes, CTO da DRIC.

A tecnologia viabiliza múltiplas aplicações para entrega de conteúdo complexo em diversos segmentos, garantindo a criptografia de dados ponta a ponta e o acesso online e offline das informações. A startup destaca como promissoras as áreas de conversão e armazenamento de documentos em nuvem, pagamentos digitais, tráfego de dados, conteúdo de entretenimento, livros e conteúdo educacional a serem remodeladas através da tecnologia DRIC.

Com DNA brasileiro, a DRIC foi idealizada para entregar uma solução em tecnologia bidimensional proporcionando maior segurança e privacidade aos seus usuários.  Alejandro (Alec) Oxenford é sócio e membro do conselho na DRIC, reconhecido por ser um empreendedor serial da Internet, investidor anjo e entusiasta da arte contemporânea. Oxenford foi cofundador do “letgo” (2015), um dos três principais aplicativos para compra e venda nos Estados Unidos e número 1 na Turquia. Também foi cofundador e dirigiu a OLX.com (2006-2015).

Entre os investidores do fundo está a FJ Labs, reconhecida por investir em startups unicórnio, sendo essa uma grande aposta para DRIC. Fundada pelos empreendedores em série Fabrice Grinda (OLX, Aucland, Zingy) e Jose Marin (Deremate, IG Expansion), a FJ Labs apoiou mais de 600 empresas, incluindo Alibaba, Betterment, Delivery Hero, Fanduel, Flexport e Rappi e esteve diretamente envolvida em empresas de construção como AdoreMe, Properly, Letgo e Rebag.


Destaques
Destaques

Multinuvem do Serpro vai concorrer com a do Ministério da Economia

Estruturada a parceria com AWS, Huawei e Azure, da Microsoft, estatal passa a disputar contratos com órgãos públicos, em briga direta com nuvem licitada e gerida pela Secretaria de Governo Digital.

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site