Home - Convergência Digital

Academia de talentos abre vagas para negros, mulheres, LGBTI+ e pessoas com deficiência

Convergência Digital - 26/11/2020

A primeira turma do programa de inclusão profissional da Academia de Talentos da Qintess começa a ter aulas essa semana.  A iniciativa conta com a parceria da Vale do Dendê, centro de inovação para as periferias de Salvador. Os primeiros 80 alunos que vão participar da formação de desenvolvedores são em sua maioria (85%) negros, mas a iniciativa também contempla mulheres, LGBTI+ e pessoas com deficiência, e tem o objetivo de fomentar a inclusão e a diversidade, estimulando a diversidade dentro do setor de tecnologia.

O processo de seleção dessa primeira turma do programa contou com a colaboração de uma das maiores organizações privadas de integração entre estudantes, empresas e instituições de ensino. Os participantes terão três meses de formação, com mais de 300 horas de aprendizado técnico on-line, entre outras habilidades que incluem o empoderamento e desenvolvimento de carreira. Além disso, o treinamento oferece remuneração e benefícios em formato de bolsa-auxílio sendo que, ao final, apoiará a entrada deles no mercado de trabalho.

"Ganham os dois lados, pois o setor de tecnologia necessita de profissionais bem capacitados e estes jovens em situação de vulnerabilidade social carecem de formação e oportunidade para iniciar a carreira profissional", analisa Lauro Chacon, Vice-Presidente de Marketing e Capital Humano da Qintess. O executivo revela ainda que a ideia da empresa é estimular a recolocação desses desenvolvedores no mercado, com o apoio dos clientes da provedora de soluções tecnológicas, nos estados de São Paulo, da Bahia e de Minas Gerais. Ao todo, a Qintess somas mais de 2.000 clientes no Brasil, Chile, Colômbia, Estados Unidos e EMEA.

Mais uma turma, desta vez com 40 jovens com ensino médio, deve iniciar um treinamento em meados de dezembro, para aprender como atuar em service desk -  profissional responsável por resolver as demandas cotidianas de tecnologia, como atendimento para a resolução de problemas técnicos e gerenciamento de crises dos clientes com rapidez e eficiência. "Esse cargo é uma porta de entrada para a área de tecnologia, com o poder de incluir ainda mais jovens no mercado, este em situação maior de vulnerabilidade", conta Chacon ao reiterar que a ideia da Qintess promover a possibilidade destes estudantes desenvolverem carreiras sustentadas no tempo, com o suporte necessário para esse fim. 

Estagiários

A Academia de talentos já formou mais de 270 estagiários nas tecnologias mais usadas do mercado. Na Qintess, a taxa de retenção dos formandos pela iniciativa é de 85%, após o estágio. Todos os processos seletivos, tanto para estágio, quanto de profissionais, ocorrem por meio da parceria com instituições sérias como a Vale do Dendê, buscando encontrar e dar oportunidade para pessoas com perfil inovador e de alta performance, não visíveis ao mercado. A Qintess tem como objetivo capacitar 2.000 profissionais em cinco anos, bem como acelerar 500 empresas com mentorias e oferecer acesso a 50 empresas a um fundo da Qintess de R$ 2,5 milhões como capital semente.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

08/04/2021
Huawei quer formar 2000 profissionais técnicos em FTTH até o final do ano

05/04/2021
Consultoria oferece 40 bolsas de estudo em Testes Automatizados de Software (Web e Mobile)

01/04/2021
Embrapii e IBM se unem para treinar 10 mil em TICs

24/03/2021
Centro Paula Souza e startup aceleram formação de alunos das Etecs e Fatecs em TI

24/03/2021
Cursos técnicos integrados respondem por apenas 8% dos alunos matriculados no ensino médio

22/03/2021
Santander Tecnologia e Inovação abre 100 vagas para IT Developer

19/03/2021
Governo e Microsoft lançam seis cursos online em nova Escola do Trabalhador

16/03/2021
Startup cria curso de ciência de dados para jovens talentos

12/03/2021
Governo abre curso online para programador com 6 mil vagas

10/03/2021
Google for Startups Accelerator forma turma 100% de empresas lideradas por mulheres

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Muito além do modismo. Muito prazer, Python!

Por Guilherme Lima*

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, a linguagem Python vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

Destaques
Destaques

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Marcos Pontes: O Brasil dá muito pouco valor ao ensino técnico

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação advertiu que no Brasil esse apoio está muito aquém do desejado. Marcos Pontes também defendeu a concessão de incentivo para a contratação de mestres e doutores pelas empresas privadas.

Receita Federal: Saiba como declarar jornada reduzida no Imposto de Renda

A maior parte dos funcionários do setor de TICs foi incluído no Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm) em 2020 como medida para aliviar o impacto econômico da Covid-19. Fisco orienta como acertar as contas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site