Clicky

Anatel prepara nova proposta de projeto de lei para reduzir taxas de telecom

Luís Osvaldo Grossmann ... 17/10/2019 ... Convergência Digital

Ano e meio depois de uma primeira tentativa, o conselheiro Aníbal Diniz, da Anatel, apresentou nesta quinta, 17/10, uma nova proposta que pretende encaminhar ao governo federal para ser transformado em eventual projeto de lei para modificar a cobrança de taxas no setor de telecomunicações. 

Desta vez, sugestão é de juntar Fust, Funtel, Fistel, Condecine e CFRP em uma única Cide-Telecom, a ser gerida apenas pela Anatel, e cobrar apenas das empresas que registrarem faturamento acima de R$ 5 milhões por ano. 

“Essa proposta prevê uma redução do número de contribuintes de 146 mil para menos de 1 mil, mantendo-se apenas as prestadoras de telecom que exploram com fins comerciais e concentram 98,9% da arrecadação das taxas vigentes, tendo como único fato gerador, prestação de serviço de telecomunicação de interesse coletivo”, defendeu Diniz. 

Segundo ele, nessa proposta “não foi possível manter a neutralidade tributária, mas permite uma redução gradual da carga”. E se houve crescimento do setor, o efeito deverá ser nulo para a arrecadação. “A perda de arrecadação será completamente eliminada se o crescimento anual do setor ficar acima de 4%”, disse.

Uma primeira sugestão de PL foi encaminhado pela agência ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações em meados de 2018, as a proposta não avançou. A nova versão é reflexo de conversas com o setor sobre ajustes naquela ideia primeira. Um pedido de vista do presidente Leonardo de Morais deixou uma decisão para o futuro. 


Internet Móvel 3G 4G
5G permite um respiro à indústria de celulares

Apesar do impacto evidente da Covid-19, o mercado de aparelhos móveis respira com o forte crescimento dos terminais 5G, que devem responder por quase 10% do total a ser produzido em 2020, aponta a IDC. O desafio imediato é fazer o preço desse smartphone 5G ficar cada vez mais próximo dos aparelhos 4G.

Anatel encerra ciclo de TACs em acordo fraco com Algar

Depois de fracassar na troca de multas por investimentos com Oi, Vivo e Claro, agência contabilizou sucesso somente com a TIM e permitiu à Algar cortar mais da metade do acerto inicialmente firmado. 

STF julga inconstitucionais leis de BA e RJ sobre créditos pré pagos e cobrança de serviços

Mais uma vez, Supremo ressaltou que, ainda que importantes ações em defesa dos consumidores, normas estaduais não podem invadir a competência privativa da União de legislar sobre telecomunicações. 

Portabilidade: Claro é a tele com mais adesões. Oi e TIM cedem assinantes

Oi, na fixa, e TIM, na móvel, foram as operadoras que mais cederam assinantes com a possibilidade de troca de empresa mantendo o mesmo número. Já a Claro foi a operadora que mais ganhou clientes nos 12 anos do serviço.

Nova Oi busca eficiência operacional e personalizar ofertas ao cliente

Network analytics tem diversos níveis de maturidade e vai desde a proximidade maior com a infraestrutura da rede até análises mais especializadas do serviço, afirma o diretor de Estratégia, Tecnologia e Arquitetura de Rede da Oi, Mauro Fukuda.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G