02/03/2021 às 19:00
Telecom


Fundo canadense investe R$ 1,8 bilhão na FiBrasil, rede neutra da Vivo
Ana Paula Lobo*

O fundo canadense Caisse de dépôt et placement du Québec é o investidor que ficou com 50% do controle da FiBrasil Infraestrutura e Fibra Ótica SA, a empresa que vai operar com a rede neutra pelo investimento de R$ 1,8 bilhão.

Os outros 50% vão ficar com a Vivo e com a Telefônica Vivo,mas a gestão da empresa será do fundo canadense, informa fato relevante encaminhado pela Telefônica à CVM nesta terça-feira, 02/03. A transação vai passar pelo crivo da Anatel e do CADE.

A FiBrasil começa a trabalhar com 1,6 milhão de home passed herdados da Vivo, como afirmou o presidente da operadora, Christian Gebara, em teleconferência de resultados na semana passada. O objetivo é chegar a 5,5 milhões de HPs até 2024. Com a transação selada, a Vivo sai na frente das rivais Oi e TIM, que ainda negociam com seus investidores para ter a operação de rede neutra ou rede aberta, como fala a TIM.

A estratégia da companhia será a de atuar a FiBrasil em cidades de "tamanho médio" pelo Brasil, fora do estado de São Paulo, e oferecer acesso de fibra até a residência (FTTH) no atacado para todos os provedores de telecomunicações.

*Com informações da CVM



Powered by Publique!