Clicky

Congresso têm 20 projetos que proíbem interrupção de telecom durante a Covid-19

Luís Osvaldo Grossmann ... 08/05/2020 ... Convergência Digital

Se o setor de telecomunicações conseguiu vitórias judiciais importantes para segurar a proliferação de liminares que proíbem o corte de serviços em caso de inadimplência, tendo como pano de fundo a pandemia de Covid-19, o Congresso Nacional já têm duas dezenas de projetos de lei com o mesmo objetivo: impedir a suspensão mesmo sem pagamento. 

São pelo menos 17 projetos de lei na Câmara dos Deputados e outros três no Senado Federal que em sua maioria – 12 deles, proíbem a interrupção dos acessos de telefonia, fixa ou móvel, e banda larga, durante a pandemia da Covid-19, mesmo em caso de inadimplência. Em geral, os projetos permitem o parcelamento das dívidas em até 12 meses, com início após a suspensão do estado de calamidade. 

Há ainda os projetos que estabelecem a prestação gratuita dos serviços de telecomunicações, também tendo a pandemia como motivo. São propostas de alcance geral, como no PLS 1201/20, que obriga as operadoras móveis a oferecerem “gratuitamente a todos os seus clientes pacote básico de dados, com 2GB mensais”. 

E há PLs de gratuidade específica, como para os beneficiários do Bolsa Família (PLS 2305/20), ou para entes do terceiro setor (PL 1559/20), ou ainda a determinação de acesso sem desconto nas franquias a redes sociais, sites de notícias e transmissão de vídeos (PL 1377/20). Ou, ainda, conexões de alta velocidade obrigatórias para secretarias estaduais ou municipais de educação (PL 1904/20), embora nesse caso seja permitido custeio via FUST. 

Além dos já citados, propostas de teor semelhante estão nos PLs 724, 761, 793, 932, 1071, 1075, 1081, 1270, 1292, 1537, 1691, 2088, 2219, 2269, na Câmara; e o PLS 1062, no Senado – todos de 2020. 


Internet Móvel 3G 4G
TIM entra na disputa pela gestão da iluminação pública com rede de IoT

Operadora fechou parceria com a M2M Telemetria para participar dos principais projetos voltados à nova gestão dessa infraestrutura pública. Tele conta com a cobertura da rede dedicada de NB-IoT, no 4G, presente em 3460 cidades do país.

Minicom cede Artur Coimbra para ser corregedor da ANPD

O secretário de radiodifusão, Max Martinhão, acumula interinamente a Secretaria de Telecomunicações. Segundo a pasta, ainda não há novo nome para substituir Artur Coimbra.

Abinee: Diferença de custo entre migração e mitigação no 5G é menor do que apontam teles

Estudo indica valores semelhantes aos projetados pela Anatel, de R$ 1,1 bilhão para o uso de filtros e R$ 1,8 bilhão para mudança da recepção de antenas para a banda Ku.

Anatel apreende 15 mil carregadores de celulares na 25 de Março, em São Paulo

Equipamentos não homologados foram avaliados em R$ 180 mil e foram recolhidos em um único distribuidor. Outros 11 mil carregadores foram apreendidos em três operações durante o mês de novembro.

TIM: dizer que 5G DSS não é o 5G é obrigatório para não queimar a tecnologia

Operadora informa que vai ter o 5G DSS em 12 capitais para testes em bairros, mas sustenta que a transparência é crucial. "O 5G DSS tem latência do 4G", afirma o CTIO, Leonardo Capdeville. Nas capitais, o 5G DSS será exclusivo para mobilidade. O acesso banda larga fixa - FWA - continuará em piloto.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G